Consultor Jurídico

Autonomia universitária

Alcolumbre devolve Medida Provisória que autoriza Weintraub indicar reitores

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

Atitude inconstitucional e autoritária.

Vercingetórix (Advogado Autônomo - Civil)

Devolver MP? Qual artigo da CF autoriza isso?

A MP estava produzindo efeitos. Cabia à mesa da Casa impetrar uma ADI no Supremo com pedido cautelar ou dar prosseguimento à tramitação da MP, com manifestação da CCJ e, posteriormente, do Plenário.

Devolver um ato normativo que está produzindo efeitos? Essa é boa.

Alcolumbre devolve ...

Arlete Pacheco (Advogado Autônomo - Trabalhista)

A Medida Provisória diz, CLARAMENTE, que suas determinações cobrem situações que devem ocorrer enquanto durar a pandemia, ou seja, o término dos mandatos dos reitores universitários. Passada a pandemia, cada universidade marca as respectivas eleições para o cargo. O Conselheiro Acácio entendeu perfeitamente! Somente não deu para entender se as Comissões de Constituição e Justiça, seja da Câmara, seja do Senado, ainda estão em funcionamento???!!!

Por que a Constituição Federal não é respeitada?

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Estamos vivendo tempos tenebrosos em que a Constituição Federal está sendo desprezada e o ordenamento jurídico desrespeitado. Agora, é o Presidente do Senado, e não mais o STF, que decide que um ato do Poder Executivo é inconstitucional? O Presidente do Senado pode tomar o lugar do STF? Os artigos 102 e 103 da Constituição Federal deixaram de vigorar? Se entendesse que há inconstitucionalidade na medida provisória, o correto não seria encaminhar a questão para a Mesa do Senado Federal decidir se o STF deve ser acionado, conforme os citados artigos, abaixo transcritos?

Art. 102. Compete ao Supremo Tribunal Federal, precipuamente, a guarda da Constituição, cabendo-lhe:
I - processar e julgar, originariamente:
a) a ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal ou estadual;

Art. 103. Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 45, de 2004)
II - a Mesa do Senado Federal;

violação da independencia e harmonia entre os poderes

Vander (Outros)

Então quer dizer que a CCJ - Comissão de Constituição e Justiça do Senado estão dispensados de suas atividades.
Agora o Presidente do Senado faz o juízo prévio de admissibilidade constitucional de Medida Provisória suprimindo as funções da CCJ. É mais uma canetada para criar embaraços ao governo e fragilizar a independência e harmonia que deveria existir entre os poderes.

Teoria dos poderes implícitos

Rafael J. Dias (Advogado Sócio de Escritório)

O Presidente do Congresso Nacional recebe de imediato as Medidas Provisórias, (art. 62, da CF).

Ora! Se as emendas constitucionais, que não possuem efeito imediato, podem ser obstadas se flagrantemente inconstitucionais, muito menos medidas provisórias que por terem efeito imediato podem macular imediatamente a ordem constitucional.

Se a MP é flagrantemente inconstitucional não pode tramitar, está certíssimo. O ato do Presidente do Congresso, ainda foi corroborado pelo Presidente da Câmara que informou que o texto contrário à Constituição não tramitaria na Câmara dos Deputados, onde inicia a votação (art. 62, § 8°).

Caso o PR ache que a MP é constitucional e que o teor do texto deve tramitar no Congresso, ingresse com um Mandado de Segurança com pedido liminar, se tiver razão, em poucas horas a MP será restabelecida. (procedimento mais cabível do que pedir HC pro ministro da educação impetrado pelo ministro da justiça)

Comentar

Comentários encerrados em 20/06/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.