Consultor Jurídico

R$ 19 milhões

Em falência, Hospital Santa Marina deve iniciar pagamento de credores trabalhistas

Por 

A 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo ordenou que o Hospital e Maternidade Santa Marina, em processo de falência desde 2014, inicie o pagamento de seus credores trabalhistas. 

1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de SP ordenou pagamento de credores trabalhistas
123RF

Na decisão, proferida em 29 de abril, restou consignado que os credores com créditos homologados — já devidamente reconhecidos pelo juízo — seriam os primeiros a receber.

O juízo levou em conta a Recomendação 63 do Conselho Nacional de Justiça, que orienta os magistrados a priorizarem o levantamento de valores em favor de credores ou empresas em recuperação, em decorrência da crise financeira causada pelo novo coronavírus. 

O pagamento autorizado até agora é de R$ 19 milhões. Uma nova decisão, em benefício dos credores trabalhistas que em abril ainda não haviam enviados seus dados, deve ser proferida nesta terça-feira (2/6). O valor devido aos trabalhadores que não foram identificados quando da primeira decisão é de R$ 10 milhões. 

O hospital, que tem R$ 80 milhões em caixa para quitar suas dívidas, enfrenta problemas desde que reabriu, no primeiro semestre de 2014. Antes disso, foi desativado em 2011, até ir a leilão em agosto de 2013. 

1088198-02.2014.8.26.0100 




Topo da página

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 1 de junho de 2020, 16h11

Comentários de leitores

1 comentário

Ex funcionáriq

Maria Neide P. de Souza (Professor)

Trabalhei anos nesse hospital na Enfermagem, dei duro ali viu, suor desceu muitas vezes, ou melhor, todas as vezes. Depois de tantos anos, será que os profissionais da Enfermagem ainda estarão vivos para receber??? Porque com essa pandemia, muitos colegas de profissão estão indo embora, eu mesma, todos os dias me pergunto: será que me contaminei hoje?

Comentários encerrados em 09/06/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.