Consultor Jurídico

Resultado da licitação

TSE vai comprar 180 mil urnas eletrônicas para eleições de 2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira (23/7) que a empresa Positivo Tecnologia venceu a licitação para compra de novas urnas eletrônicas. O valor do contrato é de R$ 799 milhões para a aquisição dos equipamentos, que serão utilizados nas eleições de 2022. 

Valor do contrato para compra de urnas eletrônicas é de R$ 799 milhões

O TSE pretende comprar cerca de 180 mil urnas para substituir as máquinas fabricadas em 2006 e 2008, cuja vida útil está esgotada. Atualmente, a Justiça Eleitoral tem 470 mil urnas. 

De acordo com o tribunal, o pagamento total do contrato depende de previsão orçamentária no ano que vem. Neste ano, o TSE vai desembolsar R$ 241 milhões para a compra de 54 mil urnas. O restante será encomendado em 2021. Cada máquina custa R$ 4,4 mil. 

O tribunal informou que a atual quantidade de urnas disponíveis é suficiente para garantir a realização das eleições municipais deste ano. Com informações da Agência Brasil.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 23 de julho de 2020, 21h31

Comentários de leitores

1 comentário

Urnas eletrônicas

Marli K (Outros)

Gente tem que acabar com essas urnas eletrônicas. Cadê o voto impresso? O Brasil é o único país que tem urnas eletrônicas. Que triste isso!

Comentários encerrados em 31/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.