Consultor Jurídico

Comemoração na advocacia

Hermano de Villemor Amaral Filho, decano do IAB, completa cem anos

O decano do Conselho Superior do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Hermano de Villemor Amaral Filho completa cem anos neste sábado (11/7). 77 deles foram dedicados ao exercício profissional, o que motivou a homenagem da presidente do instituto e de outros nomes ilustres da advocacia.

Hermano de Villemor Amaral Filho é elogiado pelos pares em seu aniversárioDivulgação/IAB

"É um invejável exemplo de absoluta vitalidade e fonte de inspiração para todos nós, principalmente para a jovem advocacia", destacou a presidente nacional do IAB, Rita Cortez. "Na comemoração do seu aniversário, o IAB não só parabeniza esse ser humano adorável e admirável, como o coloca, mais uma vez, na galeria dos grandes nomes da advocacia brasileira."

O ex-presidente Técio Lins e Silva também faz questão de dedicar algumas palavras ao homenageado. "Um grande representante da raça humana e, especialmente, da advocacia. Tive a honra de entregar a ele a Medalha Teixeira de Freitas, a principal honraria do IAB, que leva o nome de um dos maiores juristas do País". O criminalista disse ainda que Hermano de Villemor Amaral Filho "é um exemplo de correção e amor à profissão, mantendo aos cem anos lucidez e saúde".

Ricardo Cesar Pereira Lira, também ex-presidente do IAB, fez sua homenagem. "Hermano de Villemor Amaral Filho se destaca pela probidade, eficiência e maneira cortês com que trata todas as pessoas." 

O 1º vice-presidente, Sergio Tostes, o classifica como "um ícone da advocacia brasileira". Segundo Tostes, "o escritório Villemor Amaral Advogados, que foi um dos primeiros do País a se tornar uma unidade empresarial, continua honrando a sua tradição de mais de cem anos e tem a sua sucessão garantida com a presença em sua equipe do advogado Hermano de Villemor Amaral Neto".

Biografia
Com a morte do pai, um renomado comercialista, em 1955, Hermano de Villemor Amaral Filho assumiu o escritório. Fundada em 1909, a sociedade havia se unido, em 1919, ao advogado francês Alexandre Fessy-Moyse, que veio exercer sua atividade no Rio de Janeiro.

A parceria propiciou os primeiros contatos do escritório Villemor Amaral com juristas, homens de negócios e empresas da Europa, o que contribuiu para consolidá-lo como uma das maiores e mais reputadas bancas do país, com atuação em praticamente todas as áreas do Direito, inclusive em âmbito internacional.

Hermano de Villemor Amaral Filho especializou-se em Direito Comercial, Direito Societário e investimentos estrangeiros no Brasil, prestando consultoria jurídica a diversas empresas. Foi conselheiro da OAB/RJ e da International Bar Association e presidiu a Aliança Francesa no Rio de Janeiro e a Associação dos Membros da Legião de Honra.

Também foi vice-presidente do Instituto Goethe, no Rio de Janeiro; membro do Conselho Patrimonial da Escola Suíça no Rio; sócio do Rotary Club do RJ e atuou como advogado da Sociedade Filantrópica Suíça, da Sociedade Francesa de Beneficência, Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação (ABBR) e das Câmaras de Comércio da França e da Suíça. Com informações da assessoria de imprensa do IAB.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 11 de julho de 2020, 17h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.