Consultor Jurídico

Declarações de Moro

Celso de Mello prorroga por 30 dias inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF

Inquérito apura declarações de Moro a respeito de interferência de Bolsonaro na PF
Antonio Cruz/ Agência Brasil

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta quarta-feira (1º/7) a prorrogação, por mais 30 dias, do Inquérito 4831, que investiga o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro em virtude das declarações de Moro a respeito da suposta interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

A dilação do prazo foi pedida pela Polícia Federal e leva em conta que o prazo anterior está em vias de se esgotar. O deferimento da prorrogação também visa a assegurar a realização de diligências investigatórias ainda pendentes ou que eventualmente sejam necessárias para apuração dos fatos. Com informações da assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal.

INQ 4.831

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 2 de julho de 2020, 8h17

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/07/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.