Consultor Jurídico

Notícias

Pagamento de despesas

Vale pagará R$ 14 milhões por gastos de órgãos públicos em Brumadinho

A Advocacia-Geral da União fechou um acordo extrajudicial de R$ 14 milhões com a mineradora Vale para ressarcir os gastos referentes ao rompimento da barragem em Brumadinho aos cofres públicos. 

AGU fechou acordo milionário com a Vale
Corpo de Bombeiros/MG

A quantidade diz respeito às despesas que nove órgãos tiveram em decorrência do caso, que no último sábado (25/1) completou um ano.

O prejuízo recaiu sobre os ministérios do Desenvolvimento Regional; Justiça e Segurança Pública; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Minas e Energia, Defesa; Saúde; Cidadania; Comando do Exército; e da Secretaria de Governo. 

As despesas, de acordo com a AGU, envolvem combustíveis com carros e aeronaves, materiais de resgate, materiais para análise de metais e diárias de servidores que foram deslocados para a região. 

A AGU também informou que o acordo não significa que a Vale não deverá pagar outros gastos à União. O órgão pode fazer cobranças extras, caso elas sejam verificadas. 

O crime ambiental, ocorreu no início de 2019 e deixou 259 pessoas mortas. Na última terça-feira (21/1), o Ministério Público de Minas Gerais apresentou denúncia contra a Vale, a Tüv Sud e mais 16 pessoas em decorrência do rompimento da barragem.

Revista Consultor Jurídico, 27 de janeiro de 2020, 19h43

Comentários de leitores

1 comentário

isso cheira mal...

paulão (Advogado Autônomo)

onde foi feito esse acordo? como chegaram a esse número? porque a AGU, se quem está trabalhando lá são bombeiros (estadual), defesa civil (idem)... Poderiam mostrar o documento pra comunidade jurídica analisar????????
Sei não...

Comentários encerrados em 04/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.