Consultor Jurídico

Notícias

Políticas públicas

Toffoli determina retirada do Amapá dos cadastros restritivos da União

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, determinou à União que retire o Amapá dos cadastros federais de inadimplência em duas ações cíveis originárias movidas pela Procuradoria-Geral estadual.

Vista aérea de Macapá, capital do Amapá
Divulgação

Nas decisões, o ministro destacou que a inscrição nos cadastros restritivos tem impacto na prestação de serviços e nas políticas públicas que dependem das receitas decorrentes de transferências constitucionais, emendas parlamentares e convênios.

“Em relação à probabilidade do direito, conforme assentado inúmeras vezes por esta Corte, a inscrição do ente federativo no cadastro de inadimplentes sem a garantia do contraditório e da ampla defesa viola o postulado constitucional do devido processo legal”, lembrou o presidente.

Ele concedeu parcialmente a tutela provisória de urgência e remeteu os autos aos gabinetes dos relatores, ministros Alexandre de Moraes e Cármen Lúcia. Com informações da assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal.

ACOs 3.285 e 3.347

Revista Consultor Jurídico, 16 de janeiro de 2020, 21h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/01/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.