Consultor Jurídico

Notícias

Novas tecnologias

Piauí quer instalar videoconferência em presídios estaduais até final de 2020

A Corregedoria-Geral da Justiça e a Secretária Estadual de Justiça do Piauí pretendem instalar salas de videoconferência em todos os presídios estaduais até o fim do ano. A Corregedoria informou que já está providenciando, para todas as comarcas, computadores, câmeras e licenças das ferramentas usadas para audiências por videoconferência.

CNJ recomenda que TJs instalem salas de videoconferência nos presídios

"A utilização da videoconferência para ouvir presos nas unidades prisionais garante muito mais economia e principalmente a segurança da população, dos responsáveis pelo deslocamento e dos próprios presos”, disse o corregedor Hilo de Almeida Sousa. A previsão é de uma economia mensal de R$ 100 mil aos cofres do estado.

A Casa do Albergado, que faz parte do complexo prisional de Teresina, foi a primeira a receber o serviço, em julho de 2019, quando foram interrogados 12 presos de alta periculosidade.

Rondônia conclui testes
O Poder Judiciário de Rondônia concluiu em dezembro os testes para implantação das audiências por videoconferência. Foram instaladas 11 salas nos presídios da capital. Segundo o Tribunal de Justiça de Rondônia, os testes tiveram ótima qualidade de imagem e áudio, sendo possível ver e ouvir com nitidez ambas as partes.

O sistema, adquirido pelo TJ-RO, é o mesmo adotado por universidades americanas como Harvard e organizações governamentais como a Nasa. Com informações das assessorias de imprensa do TJ-PI e TJ-RO.

Revista Consultor Jurídico, 13 de janeiro de 2020, 11h31

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/01/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.