Consultor Jurídico

Notícias

Digitalização crescente

Justiça mineira já tem mais de 3 milhões de processos no Pje

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais alcançou no começo de 2020 a marca de 3 milhões de processos distribuídos no Pje. O número representa quase a metade de todo o acervo de processos em trâmite hoje no estado.

Digitalização de processos no Tribunal de Justiça de Minas Gerais segue crescendo
Divulgação

O programa foi implantado em 2012 nas Varas Regionais do Barreiro, em Belo Horizonte. Cinco anos depois, em 2017, o Judiciário estadual mineiro atingiu a marca de 1,2 milhão de processos eletrônicos.

A partir daí, os saltos de crescimento foram acelerados: quase 600 mil processos se somaram ao sistema em 2018, outros 800 mil em 2019. Fevereiro de 2020 se iniciou com mais de 3 milhões de feitos distribuídos no sistema.

Um dos entusiastas da digitalização de processos, o presidente do TJ-MG, Nelson Missias de Morais, conta que, ao assumir o comando da Casa, o PJe estava instalado em apenas 12% das comarcas do estado.

“A aceleração da implantação do sistema, pelas diversas varas das comarcas mineiras, foi um compromisso que assumi na posse, ciente da importância de impulsionar o Judiciário mineiro rumo à modernidade”, disse o presidente.

Revista Consultor Jurídico, 26 de fevereiro de 2020, 8h46

Comentários de leitores

2 comentários

Um dos piores

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

O PJE já um mostrengo.

O PJE do TJMG é o que há de pior. Os magistrados de primeira instância, em regra, são muito descumpridores das leis.

Ainda bem que salva-se a Corregedoria do TJMG, que costuma punir os juíses "marginais"

Responder

Justiça do estado de minas gerais

O IDEÓLOGO (Cartorário)

É, ainda, muito lenta e conservadora.

Responder

Comentários encerrados em 05/03/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.