Consultor Jurídico

Opinião

Revisitando a questão do poder vitalício dos ministros do Supremo Tribunal Federal

Retornar ao texto

Comentários de leitores

1 comentário

É pouco.

Ferraciolli (Delegado de Polícia Estadual)

Oito anos de mandato seria suficiente e as nomeações deveriam se restringir a magistrados de carreira (penso que inclusive o quinto constitucional precisa ser eliminado), com idade mínima que permita uma aposentadoria compulsória ao término do mandato, acrescida da vedação da ocupação de cargo público pelos oito anos seguintes.

Comentar

Comentários encerrados em 27/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.