Consultor Jurídico

8 a 1

Luís Roberto Barroso é reeleito para cargo de ministro efetivo do TSE

Por 

Roberto Jayme/TSEBarroso foi reeleito para compor novo biênio no tribunal eleitoral 

Por oito votos a um, o ministro Luís Roberto Barroso foi reeleito para compor o Tribunal Superior Eleitoral como membro efetivo. A votação no Plenário do Supremo Tribunal Federal aconteceu na abertura da sessão na tarde desta quinta-feira (19/2). O único voto diferente foi ao ministro Alexandre de Moraes.

Barroso ocupa a vaga desde 2018 e ficará na Corte eleitoral por mais um biênio. Antes, o ministro foi ministro substituto do TSE desde setembro de 2014. 

No primeiro biênio, o ministro defendeu e votou a favor da coleta de assinaturas digitais para a criação de partidos políticos. Esteve à frente da coordenação de um grupo de trabalho na Corte, apresentou à Câmara dos Deputados uma proposta de reforma política do sistema eleitoral, como forma de dar um passo “absolutamente indispensável para o avanço civilizatório brasileiro”. 

Também convocou audiência pública para debater, em dezembro, as candidaturas avulsas, aquelas sem filiação partidária, no sistema eleitoral brasileiro.




Topo da página

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 19 de fevereiro de 2020, 15h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.