Consultor Jurídico

Artigos

Opinião

Pela laicidade, Justiça dos EUA barrou ensino de design inteligente

Comentários de leitores

5 comentários

Adão tinha umbigo?

joaovitormatiola (Serventuário)

Deviam parar de perder tempo discutindo a origem da vida, que é algo que ninguém nunca vai saber, e tentar melhorar o português e a matemática dos alunos.

Falhamos na educação...

Pedro Lemos (Serventuário)

O fato de haver pessoas que acreditam que a teoria do criacionismo (eufemisticamente denominada como "design inteligente" por espertalhões da fé) é uma teoria científica demonstra que falhamos miseravelmente com nosso sistema educacional...

As trevas se aproximam

Contrariado (Auditor Fiscal)

Criacionismo, design inteligente e outros nomes mais ou menos atraentes apenas encobrem o desiderato final: impor religião a todos na marra. Nada há de realmente científico nisso. Apenas $ no fim do túnel.

Ciência e Cientistas

Dr. Marco Seixas (Advogado Autônomo - Civil)

Ao que parece, o tal "design inteligente" seria a "ciência de tentar descobrir Deus"... enfim... o homem já criou milhares de religiões e crenças para tentar explicar o mundo e tudo mais... Até hoje não se chegou a um consenso... Tudo indica então, tratar-se de mais uma religião/crença, sem objetivos, métodos e resultados científicos.

O que é mais perigoso disso tudo são pessoas que se dizem "inteligentes e racionais" defenderem que as escolas troquem o evolucionismo pelo criacionismo... Se isso acontecer, entraremos mais uma vez na "idade média".

Decisão obscurantista

Paulo H. (Advogado Autônomo)

De início é preciso deixar bem claro que essa teoria é sim científica. Foi e está sendo desenvolvida por cientistas, não por religiosos. O "problema" todo é que a teoria do design inteligente vai ao encontro da revelação cristã, e isso, claro, não pode.

A decisão judicial demonstra uma visão adoecida do estado laico, na medida em que pretende impedir a exploração de uma hipótese científica apenas porque ela pode vir a validar a religião.

Comentar

Comentários encerrados em 22/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.