Consultor Jurídico

Direto da Corte

Pedido de urgência

Petrobras ajuíza ação contra greve que começou no último sábado

A Petrobras ajuizou no Tribunal Superior do Trabalho dissídio coletivo de greve visando à declaração da abusividade da greve iniciada por seus empregados no último sábado, dia 1º.

Sede da Petrobras, no centro do Rio de Janeiro

A empresa aponta, entre outros aspectos, que a paralisação foi aprovada sem que as entidades sindicais tenham iniciado qualquer negociação, como exige a Lei de Greve (Lei 7.783/1989), e com acordo coletivo vigente.

Por isso, pede a concessão de tutela de urgência para sustar a greve ou determinar a manutenção do efetivo mínimo para garantir os serviços em suas unidades operacionais. O processo foi distribuído ao ministro Ives Gandra. Com informações da assessoria de imprensa do Tribunal Superior do Trabalho.

DC-1000087.16.2020.5.00.0000

Revista Consultor Jurídico, 3 de fevereiro de 2020, 21h17

Comentários de leitores

1 comentário

Greve ilegal

Professor Edson (Professor)

Chamar esse ataque coordenado e invasivo de greve é surreal.

Comentários encerrados em 11/02/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.