Consultor Jurídico

Novo grupo automobilístico

Cade afasta problema concorrencial e aprova fusão entre Fiat Chrysler e Peugeot

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, nesta quarta-feira (9/12), a fusão entre Fiat Chrysler e Peugeot. O tribunal deu aval à operação que já havia sido aprovada pela superintendência-geral. A fusão entre as empresas dará origem ao grupo automobilístico Stellantis.

Cade aprovou fusão da Fiat Chrysler com a Peugeot
Flickr/Reprodução

Ao longo da análise do caso, a superintendência do conselho concluiu que a operação não implica em problemas concorrenciais. Por isso, em novembro, aprovou o ato de concentração sem restrições.

A conselheira Lenisa Prado propôs a avocação do caso, preocupada com a integração vertical envolvendo sistemas de exaustão e motores, e da concentração horizontal no mercado de furgões. O plenário, no entanto, não homologou o despacho.

A avaliação do conselho é que, embora a operação trate de marcas muito conhecidas, o panorama geral no Brasil decorrente dessa operação internacional não é preocupante, tendo em vista o porte das empresas do Grupo PSA (Peugeot) no Brasil.

Os conselheiros também levaram em consideração que atualmente o mercado tem diversas empresas em atuação, com elevado grau de rivalidade. Assim, rejeitou a proposta de avocação e manteve a decisão da Superintendência-Geral pela aprovação sem restrições da operação.Com informações da Assessoria de Imprensa do Cade.

Ato de Concentração 08700.002193/2020-18




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 12 de dezembro de 2020, 14h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.