Consultor Jurídico

EDIÇÃO 2020

Anuário Jurídico de Mato Grosso ganha versão digital no Dia da Justiça

O primeiro Anuário Jurídico de Mato Grosso foi lançado virtualmente, nesta terça-feira (8/12), em comemoração ao Dia da Justiça. Quem ainda não teve acesso à versão impressa, pode encontrar a publicação completa neste link.

Reprodução

Estão à frente da publicação inédita no Estado, as jornalistas e advogadas Antonielle Costa e Débora Pinho, ambas com experiência no jornalismo jurídico.

A publicação traz, entre suas reportagens, o ranking das empresas mais processadas nos Juizados Especiais. A Vivo e a Energisa lideraram o ranking em 2019, sendo a primeira com 22.210 processos e a Energisa com 11.835. O Estado de Mato Grosso ficou em terceiro lugar com 8.798.

Além das decisões de maior impacto econômico e social no estado no último ano, o Anuário mostra como o mundo jurídico mudou sua rotina de trabalho diante da crise gerada pela pandemia da Covid-19, a análise da advocacia privada sobre as decisões judiciais mais importantes por áreas, a atuação da advocacia pública, os temas que mais geram demandas no Poder Judiciário e o perfil dos desembargadores do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

O Anuário trata também dos desafios do último ano e as perspectivas da advocacia privada e pública, da Justiça Estadual, Ministério Público, da Defensoria Pública e do Tribunal de Contas, entre outros assuntos.

A revista, com distribuição gratuita na primeira edição e tiragem de 3 mil exemplares, é destinada a empresários, advogados públicos e privados, juízes, desembargadores, promotores, defensores públicos, diretores jurídicos de empresas, formadores de opinião, professores, estudantes, parlamentares, administradores públicos e privados de forma geral.

A publicação foi inspirada no Anuário da Justiça, produzido pela revista eletrônica Consultor Jurídico há mais de dez anos. A equipe do Anuário Jurídico MT já começou a planejar a próxima publicação — que será lançada no segundo semestre de 2021.

Apoio
O anuário tem o apoio institucional do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, do Ministério Público Estadual, da Defensoria Pública Estadual, da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Mato Grosso, do Instituto dos Advogados Mato-grossenses (IAMAT) e da revista eletrônica Consultor Jurídico. 

A primeira edição do Anuário teve como parceiros: Nishiyama Advogados Associados; Schmidel e Associados Advocacia; Antônio Luiz Ferreira Advogados Associados; Mendes e Nagib Advogados; Irajá Lacerda Advogados Associados; Corrêa da Costa Advogados; Oliveira Castro Advogados; Flaviano Taques Advogados Associados; Guedes & Gargaglione Advogados; Ivo Marcelo Spinola Advogados; H Rolim e Fonseca Advogados; Advocacia Faiad; Pinto de Miranda Advogados; Carrara & Vanin Advogados Associados; Djalma Rezende Advogados Associados; Gonçalves Tobias Advocacia e Assessoria Jurídica; Grings Advocacia; Segatto Advocacia; Thiago Dayan Advogados Associados; Igor Giraldi Faria Advogados; Rodrigo Araújo Advogado; Pérsio Landim Agroadvocacia; Peixoto & Cintra Advogados Associados; Machado & Cintra Advogados Associados; Maurício Magalhães Faria Junior Advocacia; Alvares, Chiappa, Moura e Almeida Lacerda Advogados Associados; Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), Escola da Magistratura Mato-Grossense (EMAM), Alfajud Administração Judicial, site Ponto na Curva, Animus Centro Empresarial, GW 100, Cervejaria Louvada, Solucione Conflitos; Laboratório de Anatomia Patológica e Citopatologia (LAPC), Laboratório de Patologia Bucal (LPB), Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso e Prefeitura Municipal de Cuiabá.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de dezembro de 2020, 13h37

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.