Consultor Jurídico

Medida Preventiva

Enfermeira não pode morar com o filho durante epidemia de Covid-19, diz juíza

A Justiça do Paraná determinou que uma criança de sete anos more com o pai enquanto durar a epidemia de Covid-19. A decisão leva em conta o fato de a mãe do menino ser enfermeira, estando mais suscetível a contrair o novo coronavírus. A informação é do G1

Decisão leva em conta fato de mulher ser enfermeira, exercendo profissão de risco

Com o crescimento dos casos de Covid-19, a mulher, que vive em Mato Grosso, combinou com o ex-marido que a criança deveria ficar com ele no Paraná. Depois do combinado, o homem foi à Justiça para solicitar um pedido de modificação de guarda.

Em decisão liminar, uma juíza paranaense deferiu o pedido sob o argumento de que a enfermeira exerce profissão de risco e que, por isso, o menino estaria mais seguro com o pai. 

"Eu não posso ser mãe e ser enfermeira? Eu vou ter que deixar minha profissão para poder cuidar do meu filho? Me pegou de surpresa, me deixou indignada, não só como mãe, porque eu estou sendo impedida de chegar perto do meu filho, mas por conta de ser uma profissão que foi primordial nesse período de pandemia", disse a mulher ao G1

Ela também afirmou que de setembro para cá não atua na linha de frente e que nos últimos três meses faz apenas trabalhos administrativos e homecare. O ex-marido é DJ e técnico de enfermagem. 




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 7 de dezembro de 2020, 20h51

Comentários de leitores

2 comentários

Que triste!

Neli (Procurador do Município)

Se for analisar sob esse prisma (profissão de risco!), todas as profissões são de risco.
Juíza de Direito, por exemplo.
Ao folhear os autos do processo pode pegar o covid19!
As juízas, mães de menores, perderão a guarda?
A mulher: motorista de ônibus e cobradora? Gari? Feirante? Jornalista? Política? Professora? Então, elas perderão a guarda das crianças?
Ou somente as mulheres da área médica perderão a guarda dos filhos por estarem na linha de frente no combate do covid19?
E quanto aos homens?
Juiz de Direito,Motorista, cobrador,gari, feirante, jornalista, político, professor, perderão a guarda dos filhos?
Todos os homens da área médica perderão a guarda dos filhos por estarem na linha de frente contra o covid19?
Ou apenas as mulheres?
Alguém da área médica, quando sai do hospital, toma os cuidados para não transportar o covid19.
Igualmente quando chega em casa.
Enfermeira deve ser reverenciada, por estar ajudando a salvar a população e não punida com a perda da guarda.
Meus respeitos para todos os profissionais que trabalham no combate ao covid19.
Data vênia, essa r. decisão deve ser reformada, com urgência!
Solidarizo-me com a mãe,enfermeira!

Hipocrisia?

Savier (Outros)

Ele técnico de enfermagem e DJ, não há risco em suas profissões? Um entendimento vago quanto aos riscos na profissão da mãe.

Comentários encerrados em 15/12/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.