Consultor Jurídico

Revisão Criminal

Homem condenado por estupro e roubo é inocentado após análise de material genético

Retornar ao texto

Comentários de leitores

5 comentários

Retrato Corpo Inteiro

J. Cordeiro (Advogado Autônomo - Civil)

Tratando grosso modo, este é o retrato de todo o Judiciário nacional. Aqui ou ali os tons do colorido muda. Pouca coisa, quase nada. Sempre com tendências ao escuro. Mas a realidade é uma só. Cível ou Criminal. E a situação se deteriora quando pende sobre camadas mais baixas da sociedade. Julgadores oriundos da chamada classe média, com aspirações à Elite, parecem sentir prazer em condenar os mais simples. Não atoa diz-se que o Promotor pensa que é Deus. O Magistrado tem certeza... E o que mais assusta é saber de fuzis e baionetas dando guarida a esse tipo de pensar e proceder.

O pobre sempre começa culpado

Wagner Gama (Advogado Autônomo - Civil)

No Brasil o investigado sempre começa o inquerito e o processo como culpado. Ele já entra condenado, se for pobre e negro então... A sociedade rica e branca, representada por juiz e promotor , colegas de forum, cerceiam inclusive o direito de defesa. Parabéns à defensoria pública, precisa ter estômago pra encarar a justiça criminal no Brasil.

Eis a importância dos Direitos Humanos

F.H (Estudante de Direito)

Debruçando-se sobre o referido caso notamos a essencial importância dos direitos humanos, do contraditório e da ampla defesa.

Ao contrário do alardeado na mídia que geralmente tenta confundir a população com o discurso de que esses direitos servem apenas para proteger "bandidos", observamos justamente o contrário.

Os direitos humanos são a proteção que o cidadão tem de não ser acusado injustamente pelo Estado punitivo, tal qual como ocorreu neste lamentável caso.

O inocente muito provavelmente se sentiu enclausurado sem razões, vítima de um processo kafikaniano enquanto o verdadeiro criminoso vive tranquilo.

Nossa sociedade precisa evoluir muito ao ponto de entender que o respeito aos direitos fundamentais da pessoa humano se resumem no nível de civilidade do país. Apenas os bárbaros pautam a justiça pela vingança e o Estado não pode cometer crimes para solucionar outros.

Culpa

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

A culpa por tudo o que aconteceu com o ex-condenado é da vítima que o reconheceu.

DNA

Lucas eterno aprendiz (Estudante de Direito)

Seria o DNA a nova prova rainha do direito penal?

Comentar

Comentários encerrados em 7/09/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.