Consultor Jurídico

14h de terça

Corregedor Humberto Martins se despede do CNJ em sessão com 12 processos

Nesta terça-feira (25/8), às 14h, o Conselho Nacional de Justiça realiza a 56ª Sessão Extraordinária, por videoconferência, como tem ocorrido desde o início da epidemia do coronavírus. A plenária marca a despedida do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, que assumirá a Presidência do Superior Tribunal de Justiça, após dois anos de atuação no CNJ.

Agência BrasilCorregedor Humberto Martins se despede do CNJ em sessão com 12 processos

A sessão vai julgar 12 processos relatados pelo corregedor nacional que envolvem as ações de magistrados. São duas reclamações disciplinares e um pedido de providências sobre os atos do desembargador Eduardo Siqueira, do Tribunal de Justiça de São Paulo, que ofendeu um guarda municipal de Santos ao ser abordado sem máscara na rua.

Outras quatro reclamações disciplinares tratam sobre as denúncias que envolvem magistrados do Tribunal de Justiça da Bahia em conflitos fundiários na comarca de Formosa do Rio Preto.

Um pedido de providências analisa a participação de magistrado do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro em supostos desvios de recursos na saúde do estado. E ainda mais duas reclamações disciplinares e dois pedidos de providência sobre denúncias em relação a uma desembargadora do Tribunal de Justiça do Amapá.

As sessões plenárias ordinárias e extraordinárias do CNJ são transmitidas ao vivo pelo canal do CNJ no YouTube. Com informações da assessoria de imprensa do CNJ.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 24 de agosto de 2020, 18h11

Comentários de leitores

1 comentário

Ministro humberto martins

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

Íntegro, inteligente, corajoso e honesto.
Um dos gênios da raça.

Comentários encerrados em 01/09/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.