Consultor Jurídico

Possível saída

Deltan pede que STF suspenda processos contra ele no CNMP

O procurador da República Deltan Dallagnol pediu, nesta segunda-feira (10/8), que o Supremo Tribunal Federal suspenda dois processos movidos contra ele no Conselho Nacional do Ministério Público. O relator será o ministro Celso de Mello.

Deltan Dallagnol vai ao STF para suspender processos contra ele no CNMP
Fernando Frazão/Agência Brasil

Os procedimentos administrativos disciplinares contra o chefe da "lava jato" em Curitiba foram apresentados pelos senadores Renan Calheiros e Kátia Abreu. 

O pedido que mais pressiona o procurador é o da senadora Kátia, que pede que Deltan seja afastado da autointitulada "lava jato".

Alegando interesse público, a senadora diz que manutenção de procurador no comando da força-tarefa coloca em risco trabalhos da operação, apontando casos em que Deltan usou cargo para promoção pessoal — por exemplo, dando palestras remuneradas. A senadora também menciona o acordo firmado com a Petrobras para que R$ 2,5 bilhões da estatal em tese recuperados pela "lava jato" fossem destinados a fundação gerida por procuradores. 

Segundo reportagem da Veja, o PAD movido por Calheiros busca reconhecer a quebra de decoro do procurador ao fazer campanha contra o senador na disputa pela presidência da casa, em 2019. Os pedidos estão pautados para a próxima sessão do CNMP, no próximo dia 18.

O procurador é representado pelo ministro aposentado do Supremo, Francisco Rezek e o advogado Alexandre Vitorino. De acordo com o site O Antagonista, as defesas alegam que os processos no CNMP contêm acusações que já foram rejeitadas pela Corregedoria do MPF. 

PET 9.067
Pedido de providências (Kátia Abreu) 1.00723/2019-53
Pedido de providências (Renan Calheiros) 1.00982/2019-48

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 10 de agosto de 2020, 18h22

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 18/08/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.