Consultor Jurídico

Delação abonada

Justiça de SP libera bens bloqueados de Marcelo Odebrecht

Marcelo Odebrecht recebeu R$ 217 milhões da empreiteira como incentivo para aceitar acordo de delação premiada
Reprodução

A Justiça de São Paulo liberou os bens de Marcelo Odebrecht que estavam bloqueados desde março deste ano. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a Folha, os recursos em discussão faziam parte dos R$ 217 milhões pagos a Marcelo em um acordo firmado com a companhia para que ele aderisse a acordo de delação premiada que viabilizaria um acordo de leniência da empresa com o Ministério Público Federal.

O próprio grupo Odebrecht havia pedido o bloqueio; o juiz, então,  determinou o sequestro de até R$ 143,5 milhões do empresário. Na ação, a empresa questionava a validade dos pagamentos realizados ao executivo desde novembro de 2016.

Na decisão, a suspensão do bloqueio é justificada após informações trazidas pela defesa de Marcelo. Segundo a Folha, o magistrado constatou que a empresa omitiu documentos que indicam que ela também negociou, aderiu e ratificou os negócios jurídicos que são tratados na ação.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 5 de agosto de 2020, 15h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/08/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.