Consultor Jurídico

Pagamento de R$ 189 mil

Onyx Lorenzoni firma acordo com PGR para encerrar investigação de caixa 2

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), firmou acordo de não persecução penal com a Procuradoria-Geral da República pelo qual confessou ter recebido caixa dois da JBS na campanha eleitoral de 2014. Em troca do encerramento das investigações, o ex-deputado se comprometeu a pagar R$ 189 mil. Para valer, o acordo precisa ser homologado pelo Supremo Tribunal Federal.

O ministro Onyx Lorenzoni (Cidadania) confessou ter recebido caixa dois da JBS
Valter Campanato/Agência Brasil

De acordo com a defesa de Lorenzoni, comandada pelos advogados Daniel Bialski e Adão Paiani, Onyx decidiu procurar a PGR com a intenção de colaborar e dar um desfecho final ao processo.

Bialski também apontou que, quando a delação premiada dos executivos da JBS foi divulgada, Lorenzoni não conhecia a origem dos recursos. O ministro tomará empréstimo para pagar a dívida.

"Diante da nova legislação processual e com a intenção de solucionar isso de uma vez por todas, foi postulado junto à PGR o acordo de não persecução penal. Agora, esperamos que o Supremo homologue o acordo e a causa seja extinta", disse Bialski.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de agosto de 2020, 19h12

Comentários de leitores

2 comentários

ONYX

Virginia Barbagli (Advogado Assalariado - Trabalhista)

lamentável que não foi informado que ele devolve somente 50% do que recebeu

Deputado federal

O ESCUDEIRO JURÍDICO (Cartorário)

"Onyx Dornelles Lorenzoni é um político, médico veterinário e empresário brasileiro, filiado ao Democratas e atual ministro da Cidadania do Brasil. Exerce o quinto mandato de deputado federal pelo Rio Grande do Sul, estando atualmente licenciado do cargo.
Nascimento: 3 de outubro de 1954 (idade 65 anos), Porto Alegre, Rio Grande do Sul (Fonte Wikipédia).

Comentários encerrados em 11/08/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.