Consultor Jurídico

Annual Meeting

Fux, futuro presidente do STF, debate inteligência artificial na Justiça

"A inteligência artificial é um instrumento que viabiliza a promessa constitucional de duração razoável dos processos." É a afirmação do ministro Luiz Fux, que a partir de 10 de setembro vai presidir o Supremo Tribunal Federal no biênio 2020-2020, e que pretende investir na máxima digitalização da corte, tornando-a referência para o mundo.

Nelson Jr./STFO ministro Luiz Fux, que presidirá o STF

Fux participará da abertura do 2º Annual Meeting, congresso internacional promovido pelo Instituto New Law, com painéis online e gratuitos entre esta terça (4/8) e quinta (6/8), das 17h às 20h, quando deve abordar como a IA já tem sido utilizada no STF e seus resultados.

"A declaração do ministro Fux está em linha com uma tendência global, intensificada pela pandemia de Covid-19, que obrigou todas as estruturas jurídicas, em todo o planeta, a acelerar a adoção de ferramentas virtuais para que não houvesse a paralisação total da Justiça, o que representaria o caos absoluta para qualquer sociedade", analisa Erik Navarro, professor e coordenador acadêmico do Instituto New Law, escola global focada em Direito, Tecnologia e Mercado, e organizadora do Annual Meeting.

Navarro vai ser o interlocutor do ministro Fux durante a abertura do evento, que trará informações e experiências relevantes de como a tecnologia tem sido aplicada no mercado jurídico ao redor do mundo e em suas diversas nuances.

Alguns destaques
Por ser um evento global, foram convidados palestrantes de todos os continentes, para que o público brasileiro amplie seu conhecimento sobre o atual estágio de desenvolvimento da tecnologia aplicada ao mercado jurídico no Brasil e reflita sobre como se preparar para atuar em condições de igualdade com seus pares internacionais.

Christian Nielsen (Dinamarca)
Vai falar sobre o aplicativo AirHelp, que materializa o conceito de Justiça como serviço (JaaS) e pode ser o caminho para a democratização do acesso à Justiça por uma parcela maior da população.

Heidi Gardner (Harvard Law School)
F
ala sobre as competências que podem mudar o destino profissional dos advogados.

Paurush Kumar (Índia)
Vai explicar como a digitalização (resolução online de disputas e audiências virtuais — ODRS) dos tribunais indianos, que andava a passos lentos desde 2018, se tornou a única opção de Justiça no país e as dificuldades dos advogados com acessibilidade e conexão, que pode servir para reflexão e exemplo para as cortes brasileiras.

Peter Hirst (reitor da educação Executiva do MIT)
Vai revelar como o renomado Instituto já estuda as habilidades necessárias para um processo de desglobalização, como consequência da pandemia de Covid-19. O que precisaremos saber e aprender?

Christina Koulias (diretora do Pacto Global Anticorrupção da ONU)
Vai mostrar que para os operadores do Direito, estar em linha com as teses do pacto não é apenas aderir a causas políticas; mas uma necessidade para atuar já que cada vez mais as empresas estão sendo pressionadas a adotar práticas de responsabilidade corporativa.

Os temas das palestras vão abordar ainda outras temáticas amplas e em evidência, que vão desde a crise diplomática entre EUA e China, sob o aspecto de disputas tecnológicas, ao risco de colapso do sistema jurídico brasileiro, ante a possibilidade de uma quantidade avassaladora de ações relacionadas a situações geradas em função da pandemia.

As inscrições, gratuitas, devem ser feitas no site do Instituto New Law, aqui

Programação
DIA 1 (4/8)
O Sistema de Justiça nunca mais será o mesmo

Palestra de abertura:
M
inistro Luiz Fux (STF), entrevistado por Erik Navarro: uma conversa sobre o Futuro do Direito e da Profissão Jurídica na era da Inteligência Artificial. A Revolução já começou!

2ª Palestra:
Ministro Ricardo Villas Bôas Cueva (STJ): Inteligência Artificial na prática! Sim, os tribunais já estão surfando essa onda.
PAINEL: Online Dispute Resolution Systems (ODRS): O futuro da prestação jurisdicional é fora do Poder Judiciário?

Christian Nielsen (dinamarquês, diretor jurídico global da Airhelp): Airhelp and JaaS. A (j)ustiça está na palma da sua mão. E as companhias aéreas não gostam disso.

Carrie Shang (professora de Direito Comercial na California State University Pomona): O desafio da regulação de novas tecnologias e a Covid-19. Medicina online na China e nos EUA.

Samantha Mendes Longo (Wald Advogados): Mediação e Recuperação Judicial - O maior case de ADR do mundo aconteceu debaixo do seu nariz.

5ª Palestra:
Paurush Kumar (indiano, sócio e head do Asian Pacific Desk do Trinaya Legal, um dos principais escritórios de advocacia da Índia, e coordenador da unidade localizada em Shenzhen, a capital do vale do silício da China. É pesquisador da East China University of Political Science and Law, fundador do Kunming International Commercial Arbitration Service Center e representante da Índia no Brics Legal Forum): Resolução online de disputas e audiências virtuais (ODRS). A nova moda nos países do Brics.

Painel de Encerramento -  Thomsom Reuters (ao vivo):
Isabela Ferrari — Juíza e coordenadora acadêmica do News Law Instituto

DIA 2 (05/08) : Uma nova advocacia — Reflexões e habilidades essenciais para o advogado do presente — Reinvetnte-se ou morra
Painel de abertura: O Futuro da Advocacia
Felipe Santa Cruz (presidente da Ordem dos Advogados do Brasil)
Jorge Boucinhas (presidente da ESA-SP)
Renato Cury (Presidente da AASP)

Sessão de Q&A com as perguntas mais votadas, com Renato Cury ao final (ao vivo)

2ª Palestra:
Filipe Fonteles (sócio do Dannemann Siemsen): Proteção de Dados na prática. Um mercado que pouca gente entende (ainda)

3ª Palestra:
Heidi Gardner (professora de liderança do Center on the Legal Profession da Harvard Law School): Smart Collaboration for in-house legal teams. Você já ouviu falar de "smart collaboration"? Conheça a soft skill que pode mudar seu destino profissional.

Palestra de encerramento do dia 2:
Toni Jaeger-Fine (reitora associada da Fordham School of Law): Toni Fine Becoming a lawyer — descobrindo e definindo a sua persona profissional. Jovem jurista, descubra o tipo de advogado que você quer ser!

DIA 3 (6/8): Para onde vamos? Reflexões sobre temas centrais que moldarão o mundo e o Direito no pós-pandemia
Palestra de Abertura:
Peter Hirst (reitor da Educação Executiva do MIT): Covid-19 e seus impactos nos negócios e nas organizações: aproveitando oportunidades.
Pedro Lenza (mestre e doutor pela USP, visiting scholar pela Boston College Law School,): O papel da Suprema Corte em tempos de pandemia

Cyrus Hodes (Stanford, The Future Society, Caiac initiative): Princípios para a Inteligência Artificial: da ética à implementação em um cenário de Covid-19

Dingding Chen (chinês, Professor de Relações Internacionais da Jinan University, em Guangzhou, Fundador do Intellisia Institute, um dos maiores think tanks chineses sobre inteligência artificial): Inteligência Artificial, seu papel nas relações EUA-China e como ela está redefinindo a geopolítica global

Painel da ONU: Combate à corrupção e Direitos Humanos em uma era de hiper transparência

Com Christina Koulias (diretora do Pacto Global Anticorrupção da ONU); Carlo Pereira (secretário executivo da Rede Brasil do Pacto Global da ONU); e Bruno Barata (sócio do BCBM Advogados e membro fundador do Instituto New Law)

Adilson Moreira (doutor em Direito Constitucional Comparado, LLM pela Harvard Law School, bacharel em psicologia pela UFMG): Discriminação Institucional

Francisco Müssnich (sócio fundador do BMA Advogados, LLM pela Harvard Law School): Lições de um dos maiores advogados do Brasil para um Jovem Advogado

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 3 de agosto de 2020, 20h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 11/08/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.