Consultor Jurídico

Notícias

Fake news

Investigação da Polícia Federal contra Carlos deixa Jair Bolsonaro irritado

A equipe da Polícia Federal que investiga as fake news contra o Supremo Tribunal Federal chegou ao gabinete do ódio, comandado pelo vereador Carlos Bolsonaro (RJ), o zero dois do presidente Jair Bolsonaro. As informações são do "Blog do Vicente", no Correio Braziliense.

Reprodução

Agentes que trabalham na operação garantem que o filho do presidente é o mentor de todos os ataques que foram disparados contra o STF e o Congresso. Há um processo aberto pelo Supremo para investigar esse movimento de notícias falsas.

Bolsonaro sabe que não tem controle sobre a Polícia Federal e teme que, quando todas as provas contra Carlos forem reunidas, muita coisa vazará para a imprensa.

Por coincidência, a mesma equipe que trabalha na investigação aberta pelo Supremo para apurar fake news é a mesma que tocará o inquérito que vai apurar os responsáveis pelas manifestações pró-golpe militar, no último domingo (19), nas quais Bolsonaro foi a grande estrela.

Ainda segundo o blog do jornal de Brasília, por conta disso, o presidente está muito irritado com o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. A demissão dele selaria também a saída, a pedido, de Sergio Moro, ministro da Justiça. O Planalto tenta costurar um acordo.

Revista Consultor Jurídico, 23 de abril de 2020, 18h21

Comentários de leitores

5 comentários

Descredito do sitio

Juscelino Souza dos Santos (Advogado Assalariado - Criminal)

Eu, nas condição de consulto e leitor do sito conjur.com estou decepcionado. Como advogado imaginava que este sitio jurídico fosse imparcial. A partir dos dizeres "zero 2" e insinuar que o presidente seria "estrela" de uma manifestação livre e independente, passo a fazer minha analise jurídica.
A persuasão da mídia e mentiras sensacionalistas chegaram aos sites sérios e idoneos, e aqui não está sendo diferente. Deixarei de ler e ser um admirador para ser um critico contra esse sitio. Estarei divulgando para toda a classe de advogado a perda da finalidade desse sitio.

Bom saber antes do que tarde que esse ambiente se contaminou com a parte podre da sociedade que deseja um pais desigual através dos roubos dos cofres públicos.

Responder

Notícia confirmada !!!

Ademar Fernandes de Oliveira (Advogado Autônomo)

Os motivos do pedido de demissão de Sérgio Moro demonstra que o ConJur é totalmente imparcial.

Comentar

Luiz Carlos Rodrigues Santiago Júnior (Professor)

Caro amigo leitor, não há na reportagem posicionamento político ou ideológico, basta vc ver a situação atual do chefe de estado em qualquer jornal do mundo...Veráque não se trata de posicionamento e sim realismo! O mito é mentira...Mas se vc não quer ver e por a culpa nos comunistas é vc que quer que o site tenha posicionamento político...Eu votei nele, e simplesmente aceitei que doeu menos!

Respire

Marcos Rafael Freitas Lemos (Advogado Autônomo)

Faça suas considerações com menos sentimentos políticos, colega. O Conjur fez citação direta do Blog do Vicente, do Correio Braziliense. Seja no termo 02 quanto no "estrela".

E vale o salário?

Wpgesser (Médico)

Ou não leu e saiu emitindo opinião baseado em sua ideologia; ou leu e não prestou atenção...seja como for; eu não pagaria salário a um funcionário com essas características.
;)

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/05/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.