Consultor Jurídico

Contra a tirania

Alexandre autoriza abertura de inquérito para investigar atos em favor do AI-5

Retornar ao texto

Comentários de leitores

13 comentários

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Também se pode atentar contra a democracia montando-se um gigantesco esquema de corrupção e saque às estatais para financiar um projeto de poder que, inclusive, compraria (literalmente) votos no Congresso.

É crime de responsabilidade

João Afonso Corrêa OAB RS 116.282 (Advogado Autônomo)

Ato do presidente que atente conta o funcionamento dos demais poderes.

É crime de responsabilidade

João Afonso Corrêa OAB RS 116.282 (Advogado Autônomo)

Ato do presidente que atente conta o funcionamento dos demais poderes.

Vilipêndio à Democracia

F.H (Estudante de Direito)

Como diria Churchill "a democracia é a pior forma de governo, com exceção de todos as outras".

Portanto, os democratas desse país precisam agir a fim de proteger nosso sistema de governo contra quem quer que seja. Do presidente ao frentista de posto. A Carta Magna impõe ação.

Lembrem-se na democracia se pode muito, mas não se pode tudo. A principal exceção diz respeito à defesa do sistema. Assim, torna-se inimaginável que um presidente eleito democraticamente aja com o objetivo de destruir essa forma de representação popular ao mesmo tempo que fomenta autoritarismo!

Já passou da hora de atualizarmos nossa legislação que trata sobre o vilipêndio à democracia. Crime desta espécie deve ser considerado gravíssimo, imprescritível e insuscetível de perdão. Levar o agressor ao cárcere imediatamente para que aprenda o valor da liberdade.

Atentou contra a democracia enfrente às consequências por mais duras que elas sejam.

No fim, como alertado por um concidadão haitiano...

Bolsonaro...... acabou!! Acabou.

O que o Presidente falou de errado?

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Não há como entender que "as falas geraram uma onda de repúdio por parte da comunidade jurídica e da classe política". Vamos à transcrição das falas do Presidente Bolsonaro citadas no texto da reportagem:

- "agora é o povo no poder": Não é o que de certa forma está escrito no artigo 1º, parágrafo único, da Constituição Federal? O Presidente não pode dizer com as suas palavras o que está escrito na Constituição Federal? Alguém entende ser cabível que a população seja excluída do poder político?

- "não queremos negociar nada": O que há de errado em não querer se submeter a chantagens?

- "Chega da velha política. Agora é Brasil acima de tudo e Deus acima de todos": Qual o problema em se opor a práticas espúrias e corruptas? Há algo de errado em querer colocar a nação como valor a ser respeitado? Também seria reprovável invocar o nome de Deus?

Daí, insisto: o que o Presidente falou de errado?

Democracia em Perigo

Ruan de Souza (Advogado Autônomo - Administrativa)

É um absurdo ver parlamentares envolvidos em atos anti-democráticos em pleno ano de 2020.
Um absurdo maior ainda é ver "advogados" comentando aqui neste site em defesa dessas idéias anti-constitucionais. É muita ignorância ou é falta de caráter mesmo... atacar as instituições democráticas do país em prol de um presidente da república tão mesquinho e incapaz.

Questão

Afonso de Souza (Outros)

Ainda existem partidos políticos que defendem a ditadura do proletariado (ou com algum eufemismo substituto) registrados no TSE e recebendo dinheiro público?

Ninguém entende mais nada.

Francisco R. L. Filho (Serventuário)

Há pouco tempo os esquerdistas queria fechar as instituições liberais burgesas, sob a acusação de que elas eram as grandes responsáveis por possibilitar à exploração do capital. Contudo, atualmente quem está advogando o fechamento das benditas instituição liberais burguesas são as pessoas que se apresentam como liberais de direita. "Que país é esse...?"

Comentário

Afonso de Souza (Outros)

Francisco R. L. Filho (Serventuário), eles não são liberais de direita, como você disse que se apresentavam.

Sensível diferença de tratamento.

Vercingetórix (Advogado Autônomo - Civil)

Percebam a diferença de tratamento quando quem evoca a Lei de Segurança Nacional não é o Ministro da Justiça.

Ora, parece que a aplicação da "Lei da Ditadura" não é tão absurda assim.

Afinal, qual foi o crime mesmo, em?

J. Ribeiro (Advogado Autônomo - Empresarial)

O ilustre PGR parece que ainda não sabe como começar a trabalhar.
Tantos problemas com as graves denuncias de fraudes por conta da farra da pandemia da virose chinesa, vem agora com essas bobagens contra as salutares manifestações populares, ordeiras e legítimas, que nada mais são do que críticas e repúdio as instituições que deveriam melhor zelar pela democracia e das garantias constitucionais do cidadão.
Se não começarem a trabalhar direito e nem respeitar o voto popular, o congresso nacional será profundamente alterado nas próximas eleições e por conseguinte, quem ainda estiver no STF, sofrerão substanciais e necessárias modificações.
Essa politicagem e blindagem corporativa não pode continuar. Está afetando sensivelmente a população e o desenvolvimento nacional.
Isto sim é grave, atenta contra a ordem democrática e a inteligência da nação.
Mas, e agora, a quem recorrer contra esses desbando e arbítrio, se a última instância, que lhes restavam, antecipou-se e passou a tolher tais direitos.
Num pais onde terroristas, parasitas e homicidas políticos recebem pensão e elevadas indenizações, não se pode mesmo esperar muita coisa.

A corrupção e a democracia

Limago (Advogado Autônomo - Civil)

A corrupção em nosso país é um mal crônico. A política sempre foi feita à sua base. Mudar isso não é uma tarefa fácil. Bolsonaro está tentando governar sem oferecer algum tipo de vantagem para os parlamentares. Acho difícil ele conseguir governabilidade sem “agradar” os deputados e senadores. Razão do inconformismo de seus eleitores. A população sair às ruas pedindo o fim da corrupção faz parte da democracia. Mudanças viram com o tempo!

A corrupção e a democracia

Limago (Advogado Autônomo - Civil)

A corrupção em nosso país é um mal crônico. A política sempre foi feita à sua base. Mudar isso não é uma tarefa fácil. Bolsonaro está tentando governar sem oferecer algum tipo de vantagem para os parlamentares. Acho difícil ele conseguir governabilidade sem “agradar” os deputados e senadores. Razão do inconformismo de seus eleitores. A população sair às ruas pedindo o fim da corrupção faz parte da democracia. Mudanças viram com o tempo!

Comentar

Comentários encerrados em 29/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.