Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

De ofício

Lauro Soares de Souza Neto, advogado em Marília-SP (Advogado Autônomo - Criminal)

Esse caso tem uma particularidade: O Juiz suspendeu a busca e apreensão de ofício. Está certo ou não? Quem sabe? No meu entender agiu com coerência, principalmente porque a maioria das financeiras não tem escrúpulos. Não desobrigou o devedor, apenas adequou o fato à realidade, postergando a solução para depois dessa crise mundial. Sua decisão é reversível, aliás. Parabéns ao julgador !

faz sentido

Patricia Ribeiro Imóveis (Corretor de Imóveis)

se o governo permite uso de CNH vencida para garantir o transporte, parece que faz sentido manter com o possuidor o carro a ser dirigido...

Correto!

Adonei Mota (Administrador)

A decisão está correta pois estamos em guerra contra um inimigo invisível! Milhões de pessoas estão sem condições de trabalho,como autônomos e outros.A dívida não acaba,está apenas sendo adiada.É questão de humanidade em momento ímpar na história da humanidade.Que depois disso tudo o homem veja que dinheiro é importante mas não mais do que a vida e a solidariedade.A concentração de renda é um absurdo no mundo e no Brasil é insustentável.

Está com dó do devedor?

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Está com dó do devedor? Leve ele para sua casa, ou pague a dívida para ele.

Uahuahuahuhauh

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Este Juízo deve ser um fanafarrão.

Ora, dezenas de milhões de brasileiros não possuem carro e circulam para lá e para cá, sem o menor problema. Pasme, mesmo em época de pandemia. VERGONHOSO!!!!!!!!!

Comentar

Comentários encerrados em 9/04/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.