Consultor Jurídico

Notícias

Ameaça a ministro

Novo PGR, Augusto Aras diz que atitudes de Janot são "inaceitáveis"

Marcelo Camargo/Agência Brasi
Depois que Janot afirmou ter pensado em matar Gilmar Mendes, Aras disse que atitudes do ex-PGR são "inaceitáveis"

O novo procurador-geral da República, Augusto Aras, classificou como "inaceitáveis" as atitudes do ex-PGR, Rodrigo Janot, que nesta semana revelou ter pensado em matar o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e depois cometer suicídio. Janot disse que até entrou  armado no STF para praticar o assassinato, mas desistiu de última hora.

Em nota divulgada neste sábado (28/9), Aras criticou as declarações de Janot e disse que o Ministério Público Federal está acima de "eventuais desvios praticados por qualquer um de seus ex-integrantes". "Os erros de um único ex-procurador não têm o condão de macular o MP e seus membros", completou.

Aras afirmou que confia no conjunto de seus colegas "dotados de qualificação técnica e denodo no exercício de sua atividade funcional". No fim da nota, o novo PGR diz ainda que o "Ministério Público continuará a cumprir com rigor o seu dever constitucional de guardião da ordem jurídica".

Leia a nota na íntegra:

O Ministério Público Federal é uma instituição que está acima dos eventuais desvios praticados por qualquer um de seus ex-integrantes. O procurador-geral da República, Augusto Aras, considera inaceitáveis as atitudes divulgadas no noticiário a respeito de um de seus antecessores.

E afirma confiar no conjunto de seus colegas, homens e mulheres dotados de qualificação técnica e denodo no exercício de sua atividade funcional. Os erros de um único ex-procurador não têm o condão de macular o MP e seus membros. O Ministério Público continuará a cumprir com rigor o seu dever constitucional de guardião da ordem jurídica."

Revista Consultor Jurídico, 28 de setembro de 2019, 14h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.