Consultor Jurídico

Notícias

Imperativo de consciência

TRF-3 dá bronca em anarquista pacifista e o manda cumprir serviço militar

Comentários de leitores

4 comentários

Ignorância e arrogância

João Afonso Corrêa OAB RS 116.282 (Advogado Autônomo)

Dois vícios da personalidade que de regra se encontram na mesma pessoa.
Tivesse buscado sanar sua ignorância no Google, evitaria uma decisão arrogante como está.

Uma boa lição

incredulidade (Assessor Técnico)

nestes tempos de retórica e "filosofismo".
Quando fica moderno e cult se dizer do contra ou "Lutar contra o sistema", embora dele se beneficiem claramente.
O que mais viceja por estas terras são os doutrinadores de farmácia, que rapidamente aderem a teorias modistas e belas, totalmente contraditórias com suas condutas privadas.
Um forte abraço aos defensores da igualdade e do socialismo, que teclam belas frases de suas varandas no Leblon, pregando a igualdade por intermédio de aparelhos da Apple, avaliados em dezenas de milhares de reais.

Serviço de M...

Bruno Campelo (Administrador)

um cara desse nitidamente não presta pra força militar e vai da trabalho levando fatd, colocando diversos atestados foenecidos por colegas deles, vai se um médico mau educado no serviço somente alteração! tanto médico querendo servir deixe esse louco fora pq colocar algiem pra dar trabalho e atender mau ta mais que na cara que vai caca! será que o juiz não enxergou isso? será que o comandante do sudeste não viu isso? até um louco do hospicio se mostrar esse caso pra vai opniar de não ter trabalho com ele convocando proximo da lista e dai ficando dando trabalho pro judiciário atoa com recursos gastos atoa, por mais que a frade citada" o serviço ou a morte!" esteja correta sua colocação!!!!! não vivemos em tempos de guerra e poderiamos nos dar o luxo de colocar algyém melhor no lugar dele pra atender nos hospitais militares!!!!

Desconhecimento e preconceito

FernandaGhellere (Outro)

Na realidade a decisão do juiz mostrou desconhecimento do tema. A vertente pacifista do anarquismo, conhecida como Anarco-pacifismo existe, e já serviu como recusa na participação de serviço militar em outros países, como Israel. É triste quando um juiz quer mostrar conhecimento e acaba agregando mais preconceito.

Comentar

Comentários encerrados em 2/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.