Consultor Jurídico

Colunas

Segunda Leitura

Medo das consequências é fator de equilíbrio nas relações jurídicas

Comentários de leitores

4 comentários

Medo de ser processado?

Com fé na advocacia (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Texto interessante. Mas penso eu que a cultura do levar vantagem, que ainda existe no Brasil, afasta o medo de um processo judicial. Pergunte a quem quiser: "Vc tem medo de ser processado?" ... e a resposta será unânime: "não, não tenho!"

Clarísssima exposição

Guilherme - Tributário (Advogado Autônomo - Tributária)

Como sempre, o articulista expõe, de maneira clara e didática, um assunto de relativa complicação. O direito tem mesmo suas raízes no medo. Regular a sociedade é evitar que ela propenda para o caos, de que todos temos medo. Parabéns por tratar um assunto tão complexo com a simplicidade de palavras inteligíveis...

Outro exemplo

Voluntária (Administrador)

Outra situação fora da realidade é permitir que devedores espertos, que transferem seus bens a outras pessoas, possam viajar ao exterior, tirem fotos em lugares lindos e ponham no Facebook. É um deboche aos credores e à Justiça. É preciso mudar a jurisprudência para que os seus passaportes possam ser apreendidos.

Brilhante

O IDEÓLOGO (Outros)

Diz o texto: "A educação é necessária, mas complexa e só gera efeitos muitos anos depois. Por isto deve acompanhada de leis e decisões judiciais mais preocupadas com resultados do que com sonhos de um mundo ideal".
A função coercitiva da pena, aqui no Brasil, é demolida por vários pensadores e sociólogos que defendem os perniciosos rebeldes primitivos.
Aqui no Brasil tem o pensamento corrente de que, antes de se punir, deve o indivíduo para se transformar em cidadão, ser educado.
Mas, leva tempo.
Então, necessariamente, a lei deve punir os violadores.
Ficam em suas celas repetindo bordões ensinados por intelectuais nas Universidades, que são produtos de uma sociedade injusta, que sofreram "bullying" na escola, que os pais os maltrataram, e, ainda, encontram na hierarquia processual funcionários públicos qualificados defendendo o "laxismo penal".

Comentar

Comentários encerrados em 23/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.