Consultor Jurídico

Notícias

Novo modelo

Três bancos se credenciam para gerir a folha de pagamento do TJ-SP

Os bancos Bradesco, Banco do Brasil e Santander se credenciaram e estão habilitados a gerenciar a folha de pagamento do Tribunal de Justiça de São Paulo. Agora, todos os servidores e magistrados, ativos e inativos, devem escolher em qual banco desejam receber seu salário. A decisão deve ser feita pela internet, no período de 17/9 a 4/10.

Reprodução

Nesse credenciamento não há vencedor: qualquer um dos bancos pode gerenciar o pagamento dos salários e cada pessoa indica em qual deles quer receber. O sistema é vantajoso, segundo o TJ-SP, porque servidores e magistrados podem avaliar os serviços e negociar pacotes e tarifas.

As atuais agências e postos de atendimento nos prédios do Judiciário serão distribuídos entre as instituições credenciadas. Nas comarcas de entrância inicial, os espaços serão destinados ao banco que obtiver maior número de adesões. Nas demais, poderá haver mais de um posto dentro do prédio, pois, quando possível, os espaços serão readequados. 

Transição
Para auxiliar na decisão de servidores e juízes, as propostas de cada instituição (pacotes mínimos a serem ofertados + serviços extras) ficarão disponíveis no site do tribunal. Também haverá espaços provisórios para cada banco nos prédios do TJ-SP, com representantes que esclarecerão dúvidas e fornecerão informações.

Ao registrar sua decisão, se o servidor/magistrado já tiver uma conta no banco selecionado, poderá informar a agência e a conta corrente para receber o pagamento. Caso não tenha, será direcionado para o site do banco de sua escolha, onde terá acesso à lista de agências e indicará a de sua preferência. Com informações da assessoria de imprensa do TJ-SP.

Revista Consultor Jurídico, 11 de setembro de 2019, 10h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/09/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.