Consultor Jurídico

Notícias

No mérito

Relator de recurso de Lula no TRF-4 libera voto para revisor

O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos casos da "lava jato" no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, liberou para revisão seu voto no caso do sítio de Atibaia. Nesse processo, o ex-presidente Lula foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Reprodução

Com a liberação do voto, cabe ao revisor, o desembargador Leandro Paulsen, concluir sua análise do caso e pedir ao presidente da turma, que inclua o processo em pauta. Não há prazo formal para isso acontecer.

A defesa de Lula, feita pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, acredita que ainda há questões pendentes de apreciação pelo tribunal antes de se julgar o mérito do recurso. A principal delas é a exceção de suspeição apresentada contra os procuradores da "lava jato" e acusação de que a juíza Gabriela Hardt, que assina a sentença condenatória, copiou trechos da decisão de Sergio Moro no caso do apartamento no Guarujá.

Revista Consultor Jurídico, 11 de setembro de 2019, 19h52

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentáriosComentar