Consultor Jurídico

Notícias

Alívio para advogados

Uso de paletó e gravata será facultativo no TRT do RJ de novembro a março

A Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (RJ) tornou facultativo a magistrados, advogados e servidores em geral o uso do paletó e gravata em suas unidades de 11 de novembro a 27 de março de 2020. O tribunal, no entanto, pede o uso de calça social e camisa social fechada.

Advogados e juízes do Rio não precisarão usar gravata até março.
Reprodução

Publicado no Diário Eletrônico da Justiça do Trabalho desta segunda-feira (14/10), o Ato 189/209 leva em conta as altas temperaturas no Rio no verão e no mês que o antecede, mas ressalta que a vestimenta usada pelos frequentadores dos prédios do TRT-1 deve ser compatível “com o decoro, o respeito e a imagem do Poder Judiciário”.

A dispensa abrange a participação nas audiências de primeiro grau e nas sessões das turmas, seções especializadas, Órgão Especial e Tribunal Pleno.

A seccional do Rio da OAB oficiou o Tribunal de Justiça fluminense e o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ e ES) em busca do mesmo benefício. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 15 de outubro de 2019, 19h20

Comentários de leitores

2 comentários

Roupa e Advocacia

Ricardo Detoni (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Entendo que temos sim que nos vestirmos de forma adequada, mas desde quando uma camisa com uma calça jeans (normal) deixa de ser respeitoso? Será que um terno deixa o advogado mais inteligente?

Não é conveniente

O IDEÓLOGO (Outros)

O professor da USP, Octávio B. Magano, ex-titular de Direito do Trabalho, disse que o brasileiro gosta de tudo que é "aparatoso".
Então, se aparecer advogado com camisa cor de rosa, tênis 55, calça jeans, não será reconhecido por seus "amados clientes".
Brasileiro gosta de formalismo, do terno e gravata. Não adianta mudar costumes.
O ex-presidente Jânio Quadros tentou com os seus "pijânios" modificar o pensamento sobre vestimenta do brasileiro. Não adiantou. Perdeu o cargo. O brasileiro é conservador e tapado.

Comentários encerrados em 23/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.