Consultor Jurídico

Notícias

Legislação controversa

Juízes que citam Lei de Abuso em decisões correm risco de prevaricação

Comentários de leitores

5 comentários

Denúncia-noticia - crime

Aureo Marcos Rodrigues (Outros)

DENUNCIA – NOTICIA - CRIME – PEDIDO DE PROVIDÊNCIA URGENTE - AÇÃO PÚBLICA INCONDICIONADA.

A Lei de abuso de Autoridade não é retaliação é uma resposta, que a SOCIEDADE, cobra para proteger inocente, portanto requer que os SENADORES a “IMPRENSA” e toda SOCIEDADE BRASILEIRA e as demais AUTORIDADES COMPETENTES DIGNAS, salve essas DENÚNCIAS em seus ARQUIVOS, que pode ser acessada através dos dois LINK – URL- https://mega.nz/#!OzRRyA4B!zjrGrJPKiKpmqIZLFgB7i39OTwsaKWBdDukl5KvlHlAs - https://mega.nz/#!juxABKzR!Tg5Da5mx-8JSp-AxIERkbaTCufYq20J-ClUKBMnBuHs - bem como requer que fiscalize, acompanhe e adote as providências urgente nas DENÚNCIAS DA AÇÃO PÚBLICA INCONDICIONADA que se encontra autuada no SENADO FEDERAL, sob o n. 00200.004885/2019-88 e 00100.087582/2019-11, para que as mesma seja julgada nos termos do artigo 5º inciso LIV, LV, LVII e LXXVIII, e nos termos do artigo 52 inciso II, e artigo 71 inciso II e IV todos da Constituição Federal, e nos termos do artigo 39, 283 e 630 do Código de Processo Penal, para que seja feito JUSTIÇA”, para trazer uma resposta a SOCIEDADE BRASILEIRA.

O fantástico mundo da magistratura.

Daniel Q O (Outros)

“Considero esses casos recentes absurdos, mas é preciso entender que a maioria dos juízes não está nem aí para personagens como Moro e Deltan. Eles querem apenas cumprir a lei e voltar para casa. Diante de toda essa mobilização em torno da nova lei, é natural que eles se sintam ameaçados”

Com 10 anos aprendi, informado e da pior forma, que os justos pagam pelos pecadores. É preciso entender que essa é a realidade e os juízes, mesmo que do alto de suas vaidades, também estão sujeitos à ela.

Sobre os Comentários

Geanilton Ferreira (Policial Militar)

Importa notar que os comentários citados na matéria são em sua grande maioria proferidos por magistrados que já não vestem a toga, por estarem aposentados estão bem mais a vontade para fazer suas colocações, gostaria de ver a opinião de quem ainda esta na ativa e sentirá na pela os reflexos de tal lei de conteúdo tão abstrato...

Todos estes passaram num concurso publico

LAFP (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

Isso tudo tem um nome dado na Educaçao brasileira: Analfabetismo funcional na área escolhida.

Brasilzão

Marcos José Bernardes (Advogado Autônomo - Civil)

Mas isso é realmente o cúmulo da insegurança jurídica que campeia por aqui. Juízes proferindo decisões, embasados em uma Lei que sequer está vigente? Que inexiste no ordenamento jurídico?

Comentar

Comentários encerrados em 20/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.