Consultor Jurídico

Notícias

Atos afetados

Gilmar: Se Moro for declarado suspeito, processos contra Lula voltam à denúncia

Comentários de leitores

10 comentários

Distorção

Professor Edson (Professor)

É impressionante a distorção com a constituição por parte de alguns advogados, não existe diferença para prova da defesa e prova da acusação, prova é prova, e atualmente prova obtida por interceptação telefônica só com autorização de um juiz, fundamento e perícia, nos EUA por exemplo até prova obtida do lixo de um suspeito precisa de autorização do juiz.

Em cntp

Paulo H. (Advogado Autônomo)

Em condições normais de temperatura e pressão a alegação de suspeição do ex-Juiz Moro seria vista com o desprezo que ela naturalmente merece.

Com o STF comprometido, porém, decisões absurdas e tresloucadas são possibilidades reais, e nalguns casos, desgraçadamente, fatos.

Para além da desonestidade e da teratologia de uma decisão do STF afirmando a (falsa) parcialidade do ex-Juiz Moro, teríamos nessa hipótese a maior vitória do crime organizado desde a redemocratização, senão desde que os portugueses ancoraram em nosso litoral.

Imparcialidade? Uma ficção

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Resta mais que evidente que o Gilmar Mendes ficou com birrinha/mimimi, pois houve aquele caso em que procuradores da Lava Jato pediram informalente para auditores da Receita Federal vasculharem as contas e bens do Gilmar e sua esposa (se ele não tivesse a personalidade que tem, diria EM PÚBLICO: olhem, caso queiram eu posso abrir meu sigilo bancário e fiscal - não tem peito - e podem investigar tudo sobre minha vida e minha fortuna). Eu também não tenho dúvida de que ele, Gilmar, está até hoje com isto na "garganta" e isto também influencia as decisões dele sobre todos os processo da Lava Jato. Isto se chama imparcialidade TAMBÉM...

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Fico imaginando o senhor como magistrado, sendo que, claramente é petista/esquerdista como aquele desembargador d TRF4 petista sem noção que soltou o Lula em um plantão de fds...rsss (tem os petistas que assumem, apesar de não conseguirem comprovar a ""santidade"" do Lula e tem os que são claramente petistas mas tentam disfarçar...). O senhor jamais condenaria o Lula. Não tenho dúvida disto. Pode até dizer: depende da provas nos autos etc etc e etc... não convence.

Ao Professor Edson

Gabriel D. (Advogado Associado a Escritório - Trabalhista)

Parece que o Douto Professor Edson esqueceu que provas, ainda que obtidas de maneira ilegal, podem ser utilizadas em benefício do Réu. Ao acusado, que se utiliza das provas, pouco importa como foram obtidas. Que investigue-se os, por ventura, criminosos, no feito apartado. Negar que as mensagens vazadas podem ser utilizadas é fechar os olhos para a realidade.

Fico imaginando...

Antonio da Silva (Servidor)

Se esse site tivesse capturado, criminosamente, as conversas que o min. referido já teve até aqui, como é que ele iria se comportar? E como pode um min. fazer parte da corrente majoritária que, em 2016, voltou a assentar ser possível executar a pena confirmada em segundo grau e agora, "sem mais nem menos", ele decide mudar de posição, apenas 3 anos depois? É por causa de juízes assim que o Judiciário atual enfrenta o pior índice de credibilidade da história! Triste e muito vergonhoso!

Antecipação de votos, xingamentos e perseguição pessoal

Schneider L. (Servidor)

Também consistem em suspeição. Mas a suspeição suprema é ignorada, ao custo da segurança jurídica do país.

Tudo isso é possibilitado pela defesa enfática de alguns que possuem interesse próprio nessas causas, ou que falam por sua expertise, como o advogado Pintar, especialista em suspeição.

Está tudo nos autos

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

É triste verificar que aqui no Brasil é necessário que um fator externo ao processo judicial criminal (como os vazamentos divulgados pelo site "The Intercept Brasil") para que todos tenham consciência do que já está escrito nos autos. Desde que instaurada a primeira investigação, sabia-se pelos teores das decisões que os processos contra Lula eram uma armação, um mecanismo pelos quais os agentes públicos queriam tomar o controle do processo político. Ao longo de vários anos, seguiram-se dezenas de decisões parciais, cujo objetivo premeditado era a condenação de Lula e sua exclusão da vida política. Está tudo nos autos, de forma clara e com a assinatura de todos. Mas, lamentavelmente, o brasileiro comum lê, mas não entende o sentido das palavras...

De fato mais que suspeito

André Pinheiro (Advogado Autônomo - Tributária)

O plano de formar uma burocracia de Coalizão deturpada, com fins de promover palestras, livros, montar fundação bilionária e aparelhar o Estado, inclusive com membros do SaTanF foi derrubado por jovens sonhadores.

Invasão criminosa

Professor Edson (Professor)

O ministro Gilmar precisa entender que fofocas roubadas por uma quadrilha hacker não podem valer para nada, não foi uma interceptação autorizada e fundamentada por um juiz e não houve perícia, e digo mais se o alvo das fofocas fosse algum ministro do STF seria inclusive proibida a divulgação na mídia por se tratar de uma invasão criminosa.

Comentar

Comentários encerrados em 19/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.