Consultor Jurídico

Notícias

Digitalização do acervo

Novas classes passam a tramitar pelo PJe na 2ª instância do TJ-DF

A partir desta sexta-feira (11/10), novas classes processuais passarão a tramitar por meio do Processo Judicial Eletrônico (PJe) na 2ª Instância do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios: Ação Direta de Inconstitucionalidade, Execução e Embargos à Execução.

A implantação do PJe no TJ-DF teve inicio em 2014 e foi sendo feita de forma gradual, de modo que todos – magistrados, servidores, partes e operadores do Direito – pudessem se adequar ao novo formato digital.

Trata-se, segundo o tribunal, de mais um passo rumo à meta de se tornar 100% PJe, com a digitalização de autos distribuídos em meio físico. Desde 12 de março, uma força-tarefa reunindo diversos setores da Casa vem atuando de forma intensiva no alcance desse objetivo.

O resultado é que atualmente o TJDFT já tem 76% do seu acervo digitalizado. Após a digitalização, os processos passam por fragmentação/indexação, cadastramento e inserção no PJe. Nesse momento, eles recebem nova numeração e advogados e partes são notificadas da migração para o meio digital, tendo início a tramitação eletrônica.

A expectativa do Tribunal é que até o final da atual gestão (abril de 2020), todo o acervo da Casa seja digitalizado.

Revista Consultor Jurídico, 9 de outubro de 2019, 11h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.