Consultor Jurídico

Projeto incipiente

TCU suspende propaganda de "pacote anticrime" por falta de interesse público

Retornar ao texto

Comentários de leitores

10 comentários

Como ousam? A impunidade já é instituição sagrada no Brasil.

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

"Na história da sociedade há um ponto de fadiga e enfraquecimento doentios em que ela até toma partido pelo que a prejudica, pelo criminoso, e o faz a sério e honestamente" (F. Niètzsche, Para além do bem e do mal).

Dois pesos, duas medidas

Agnunes (Auditor Fiscal)

Engraçado, para fazer propaganda do projeto da previdencia nao teve qualquer problema... Era algo abstrato, que ainda poderia ser modificado, da mesma forma que o pacota anticrime, mas que o TCU nao viu qualquer problema em se fazer propaganda. É o dois pesos, duas medidas...

A hipocrisia de alguns setores

Schneider L. (Servidor)

Alguns setores, notadamente de esquerda, durante todos esses anos não viram qualquer problema nas propagandas governamentais acerca da Reforma da Previdência. Isso desde a gestão de Michel Temer.

Parlamentares esbravejam contra a reforma, contra a desigualdade, contra o término da aposentadoria, contra mandar a conta aos mais pobres, mas silenciam quanto à propaganda.

E agora, se organizam de maneira muito célere contra o projeto anticrime, que admitidamente possui alguns erros, mas propõe melhorias significantes no processo penal brasileiro, sobretudo às brechas usadas por réus mais abastados. Isso diminuiria a seletividade penal brasileira, nos moldes do discurso contra a desigualdade que tanto pregam.

Previsível. Prevejo um famoso ministro desse garantismo à brasileira dedicando uma coluna sobre essa temática em uma futura quinta-feira.

Um bom começo

Adriano - servidor público (Serventuário)

Projeto repleto de armadilhas deliberadamente engendradas a fim de abrir portas para genocídios, eugenias.
Alguns comentaristas neste espaço, contudo, preveem desfigurações ou engavetamento. O que nos dá alguma esperança.

A lei do crô

André Pinheiro (Engenheiro)

A piada pronta da lei do crô, interpretada por Marcelo Serrado depende de propaganda estatal para ensinar aos jumementos puffing. É a nova Empiricus da "bestinha" que investiu em si e enriqueceu a custa dos outros, nesse caso do dinheiro público. Bilhões estão sendo disputados pel milícia do MPF em fundações geridas pelos próprios milicianos. Fundações bilionárias de burocratas também são crime e espoliação do dinheiro público.
A lei crô é inconstitucional apesar do Fachinsta, do Fucks e do Barrão beijarem o dá-lheanel do Moriarty.

A piada é pronta. Mas o humor é negro.

Paulo H. (Advogado Autônomo)

Eis que no país da piada pronta Furtado(!) não vê "interesse público" num pacote anticrime!
Sendo menos sucinto, Furtado não vê interesse público no esclarecimento à sociedade acerca de um projeto de lei de fundamental importância para o combate à criminalidade.

É surreal ter de escrever tamanha obviedade, mas vamos lá: o interesse público no caso é evidente, escancarado. A decisão monocrática é - abusando do eufemismo - temerária e abusiva.

A preocupação com os 10 milhões, por sua vez, só pode ser o final da piada, pois estamos falando de projeto de lei que uma vez aprovado terá efeito financeiro positivo quase incalculável, mas que sem sombra de dúvida supera muitíssimo os 10 milhões utilizados. Isso é claro sem falar das vidas que serão poupadas, o que não tem preço.

Segue o mesmo padrão

olhovivo (Outros)

O lobo perde o pelo mas não perde o vício. O padrão é o mesmo da turma com a mania de mobilizar a manada ignara para constranger e fazer valer a vontade dos donos da verdade, vendendo-lhes o elixir da juventude. Ora constranger o judiciário, ora congressistas. E lá se foram R$10 mi do nosso bolso para financiar a venda do elixir.

Fascinante

Observador.. (Economista)

Percebo que é muito penoso, para alguns, que a sociedade queira combater bandidos, tenha cansado de ser morta e roubada.
Compreendo mesmo.
Já faz parte da paisagem o número de homicídios, os bilhões roubados.
Por que mudar?
O Governo tem que se explicar mesmo. [Que barbaridade querer mudar!
É um acinte os normais, os sem blindados, sem segurança, sem condomínios fechados, sem cercas elétricas, os sem emprego, saúde etc, recusarem-se a construir este painel macabro que tanto embala certas ideologias.

Repito. É muito penoso, para alguns, que se queira mudar tudo isso.

Que o Brasil continue o que sempre foi. Tantos ganham dinheiro assim, não é mesmo?

Decisao absurda

analucia (Bacharel - Família)

E na reforma sindical ? E na reforma previdenciaria ? Entao só na criminal nao há interesse publico ?

Corruptos unidos.

Professor Edson (Professor)

A casta corrupta do congresso desfigurou o projeto e vai fazer de tudo para engavetar.

Comentar

Comentários encerrados em 16/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.