Consultor Jurídico

Notícias

Candidaturas ácidas

Moro diz que não há investigação contra Bolsonaro em esquema de laranjas

Por 

O ministro Sergio Moro (Justiça) afirma que não existe nenhuma investigação ou fato que envolva Jair Bolsonaro no caso das candidaturas laranja do PSL. O chefe da pasta rebateu no Twitter reportagem do jornal Folha de S.Paulo que aponta indícios que o presidente pode estar envolvido. 

Moro afirma que campanha de Bolsonaro não está envolvida em esquema de Minas 

No meio da semana, o Ministério público de Minas Gerais apresentou denúncia contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, por liderar esquema de candidaturas laranja de mulheres no PSL, com o objetivo de obter verbas do fundo eleitoral. 

Neste domingo (6/10), a Folha informou que Haissander Souza de Paula, ex-assessor parlamentar de Álvaro Antônio, disse em seu depoimento à Polícia Federal que "acha que parte dos valores depositados para as campanhas femininas, na verdade, foi usada para pagar material de campanha de Marcelo Álvaro Antônio e de Jair Bolsonaro".

Além disso, em uma planilha apreendida pela PF, há referência ao fornecimento de material eleitoral para a campanha de Bolsonaro com a expressão "out", o que para os investigadores significa pagamento "por fora".

Moro foi ao Twitter afirmar que Bolsonaro não está envolvido de nenhuma forma com o caso. Porém, não falou sobre o depoimento nem sobre a planilha. 

"PR @jairbolsonaro fez a campanha presidencial mais barata da história. Manchete da Folha de São Paulo de hoje não reflete a realidade. Nem o delegado, nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o PR neste inquérito de Minas. Estes são os fatos", disse o ministro da Justiça.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 6 de outubro de 2019, 15h19

Comentários de leitores

2 comentários

Moro

cac (Advogado Autônomo - Civil)

Claro que o ministro vai jurar de pés juntos que nada existe contra o presidente Bolso, pois faz parte da curriola.

Moro e o esquema STF

cac (Advogado Autônomo - Civil)

O Ministro Moro não tem credibilidade para alegar a inexistência de acordo prévio para tirar obstinadamente o ex-presidente Lula da disputa eleitoral. Só ele acredita no que diz, mesmo estando as provas cabais escancaradas nas conversas divulgadas pelo Intercept. A hipocrisia parece ser sua essência.

Comentários encerrados em 14/10/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.