Consultor Jurídico

Notícias

Redação vaga

PL que amplia excludente de ilicitude pode estimular a violência

Comentários de leitores

4 comentários

PL que amplia excludente de ilicitude pode estimular a violê

Anael Alves dos Santos (Praça da Marinha)

Estou torcendo para este projeto não passar... parece que o Governo esquece das trapalhadas que as forças policiais cometem. Mas o povo não esquece da covardia e o destrato para com a sociedade onde as Polícias são servidoras do povo e não vemos isto acontecer em alguns episódios no Brasil. Já existe a excludente de ilicitude no CP. Mas para os desavisados que não percebem os mais vulneráveis e olha que têm muitos no nosso país. Seja na educação, saúde, saneamento Público e etc... quando eles "força policial atuam, e o resultado todos já sabem... é uma barbárie". Então eles querem dar continuidade a matança como se matar fosse solucionar a violência no País.

Quer licença pra matar

Marcos Arruda (Estudante de Direito)

O crápula mais uma vez se mostra um gigantesco covarde.
O povo brasileiro está adormecido, enquanto a América do Sul fervilha - só de pensar na possibilidade de manifestações contra o governo (sic), o cagalhão já quer liberdade para matar manifestantes.
Destino bom pra fascista é o mesmo que teve o Mussolini.

Dificil

Glaucio Manoel de Lima Barbosa (Advogado Assalariado - Empresarial)

Bandido pode andar armado, ameça o cidadão com toque de recolher e o policial que é a segurança da sociedade tem que ficar aplaudindo.

desgaste desnecessário

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

O Governo errou, pois o Congresso já rejeitou essa matéria e vai rejeitá-la de novo, também erra o Presidente ao afirmar que não encaminhará reforço em caso de não aprovação, pois se dependesse da vontade do povo todos os criminosos seriam condenados à morte. Ao invés de propor nova lei, o Governo devia procurar a sociedade e conscientizar que perseguir policiais não é o caminho, que isso nada mais é que política, pois todo governo faz igual quando no Poder.

Comentar

Comentários encerrados em 3/12/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.