Consultor Jurídico

Notícias

Palavras para militância

Lula acusa Moro de crime e exalta decisão do STF em discurso no congresso do PT

Em um congresso do Partido dos Trabalhadores nesta sexta-feira (22/11) em São Paulo, o ex-presidente Lula fez seu discurso mais contundente desde que deixou a prisão. O petista, como sempre, não deixou o Judiciário de fora de sua fala: acusou Sergio Moro de parcialidade como juiz e exaltou a decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a presunção de inocência.

Ex-presidente Lula ressaltou que tinha direito constitucional de esperar recursos do processo em liberdadeRicardo Stuckert

Lula referiu-se à decisão do STF, que fixou entendimento que o cumprimento de pena só pode ocorrer após não existirem mais recursos cabíveis. Foi esse julgamento que possibilitou a saída do ex-presidente da prisão, onde cumpria pena por corrupção e lavagem de dinheiro.  

"Durante 580 dias fui isolado da família, dos amigos e companheiros, apartado do povo, mesmo tendo o direito constitucional de recorrer em liberdade contra a sentença injusta e fraudulenta de um juiz parcial. Um direito que somente agora foi proclamado pelo Supremo Tribunal Federal, para todos, sem exceção", disse.

O ex-presidente foi enfático ao acusar Sergio Moro de crimes e de atuar para viabilizar uma carreira política. 

"Com as armas da verdade e da lei, continuarei lutando para que os tribunais reconheçam, agora, que fui condenado por quem sequer poderia ter me julgado: um ex-juiz que atuou fora da lei, grampeou advogados, mentiu ao país e aos tribunais, antes de desnudar seus objetivos políticos. Lutarei para que seja anulada a sentença e me deem o julgamento justo que não tive", afirmou.

Clique aqui para ler o discurso.

Revista Consultor Jurídico, 23 de novembro de 2019, 11h55

Comentários de leitores

11 comentários

Os reaças piram kkkkkk

Marcos Arruda (Estudante de Direito)

Um deleite ver esse bando de coxinha fervilhando de ódio.
Lula Gigante!

Lula

Vercingetórix (Advogado Autônomo - Civil)

O encantador de jumentos não perdeu seu potencial.

Nota da Redação - comentário ofensivo Comentário editado

Amaralsantista (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 01/12/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.