Consultor Jurídico

Notícias

Ex-ministro e ex-governador

Juíza eleitoral condena Fernando Pimentel por tráfico de influência e lavagem de dinheiro

Por 

Ex-governador de Minas Gerais foi condenado por lavagem de dinheiro
Reprodução

A juíza Luzia Divina de Paula Peixôto, da 32ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte, condenou Fernando Pimentel (PT) a dez anos e seis meses de prisão por tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

A sentença se refere ao período em que o ex-governador de Minas Gerais (2015-2019) foi ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no governo de Dilma Roussef, entre 2011 e 2014.

Os crimes estariam relacionados a um projeto de construção e exploração de um aeroporto na região metropolitana de São Paulo pelo grupo JHSF.

A mesma sentença também condenou o empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto, o Bené, que é apontado como ex-operador do petista. Também foram condenados Marcos Antônio Estellita de Salvo Coimbra e Márcio Hiram Guimarães Novaes — todos vinculados à empresa Vox Populi.

Bené fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público e foi condenado a oito anos de prisão por tráfico de influência e lavagem de dinheiro. Os profissionais ligados à empresa de pesquisa de opinião, por sua vez, foram sentenciados a dois anos e nove meses de reclusão, mas as penas foram comutadas em prestação de serviços a comunidade e multa de 30 salários mínimos.

Clique aqui para ler a sentença
2-38.2019.6.13.0032

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 21 de novembro de 2019, 14h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 29/11/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.