Consultor Jurídico

Notícias

Confira a Lista

OAB divulga resultado da 1ª fase do 30º Exame de Ordem Unificado

A Ordem dos Advogados do Brasil divulgou nesta sexta-feira (8/11) o resultado definitivo da primeira fase do 30º Exame de Ordem Unificado. Os nomes dos aprovados na prova objetiva, após interposição de recursos, e convocados para para o exame prático-profissional já estão disponível no site da entidade. 

Resultados podem ser conferidos no site da entidade, em www.oab.org.br
OAB

A lista foi divulgada em ordem alfabética por seccional, cidade de prova e número de inscrição. Os candidatos que passaram nesta fase e os que pediram reaproveitamento da 1ª fase do 29º exame, realizarão a prova prático-profissional (2ª fase) em 1ª de dezembro de 2019. 

A aprovação no exame é requisito para a inscrição dos quadros da OAB como advogados. O exame pode ser prestado por bacharéis em direito formados em instituições regularmente credenciadas, ainda que pendente apenas a colação de grau. Também pode ser realizado por estudantes que estejam no último ano de direito.

Clique aqui para mais informações e para conferir os resultados

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2019, 20h43

Comentários de leitores

1 comentário

OAB/FGV Reprovadas por plágios em duas questões

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

OAB gosta de meter o bedelho em Tudo. Deveria respeitar os princípios constitucionais inseridos no ART.37 CF e parar de usurpar o papel do Estado MEC. Criam -se dificuldades
O BRASIL AGUARDA O ANÚNCIO DO FIM DA ESCRAVIDÃO MODERNA DA OAB.
Por Vasco Vasconcelos, escritor, jurista e abolicionista contemporâneo.
Continua repercutindo negativamente os PLÁGIOS das Questões da OAB/FGV, do último exame caça-níquei$$ da OAB e puxão de orelha ao vivo, de um ministro do Egrégio STF, em face uma jovem advogada baiana, no momento de nervosismo, na Tribuna do STF, chamar os ministros da Suprema Corte de "Vocês", ao invés de Vossas Excelências. Ela pediu desculpas ao vivo. O nobre ministro foi infeliz ao causar aquele constrangimento desnecessário.
Espero que OAB não venha pegar carona nisso para depreciar ainda mais aos bacharéis em direito (advogados), devidamente qualficados pelo Estado (MEC) jogados ao banimento, sem direito ao aprimado trabalho .
A propósito, OAB não tem interesse em melhorar o ensino jurídico; não tem poder de regulamentar leis, não tem poder de legislar sobre exercícios profissionais.
Assegura a Constituição Federal – CF art. 5º, inciso XIII: “É livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer. O papel de qualificação é de competência das universidades e não da OAB. A própria OAB reconhece isso. É o que atestava o art. 29 § 1º do Código de Ética da OAB “Títulos ou qualificações profissionais são os relativos à profissao de advogado ....

Comentários encerrados em 16/11/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.