Consultor Jurídico

Colunas

Interesse público

Improbidade administrativa à "freudiana"

Comentários de leitores

4 comentários

Anti-cientificismo

Adir Campos (Advogado Autônomo - Administrativa)

Arrisco dizer que uma das causas das barbaridades apontadas no excelente artigo do professor Luciano Ferraz é esse sinistro momento da história em que ressurge - como em todo tempo de crise e confusão - o anti-cientificismo, que é a postura de negar o conhecimento da realidade.

Responder

Punitivismo exarcerbado

Alex Prisco (Advogado Sócio de Escritório)

O articulista esqueceu de mencionar o nefasto "maneirismo infantil" de juízes que tranformam numa canetada a pena de perda da função pública em cassação de aposentadoria, quando o réu se apostenta no curso do processo. Já vi essa "mudança" ocorrer inclusive na fase de cumprimento de sentença, ao arrepio da autoridade da coisa julgada.

Responder

Má-fé

Carlos Roberto - Advogado (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

Tenho a impressão que não é falta de conhecimento dos membros do MP. É maldade. E tentativa de "lacrar" entendimentos outros para formar jurisprudências absurdas, e que intimidam qualquer agente público.

Responder

Os membros do MP

Cid Moura (Professor)

Ainda chamam esta ação de Ação civil publica de Improbidade. Nem sabem o nome...
Querer que saibam as diferenças dos artigos 9, 10 e 11, é pedir muito Dr.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 15/11/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.