Consultor Jurídico

Notícias

QUEDA DE 62%

Deputados de SP reduzem Requisições de Pequeno Valor para R$ 11,6 mil

De acordo com projeto aprovado pelos deputados estaduais de São Paulo nesta terça-feira (5/11), o governo do Estado deve reduzir o valor das chamadas obrigações ou requisições de pequeno valor, chamadas de OPV ou RPV. A votação foi acirrada e o placar marcou 41 votos favoráveis e 40 contrários.

Votação foi apertada na Alesp nesta terça
Universidade Brasil

Por lei, valores até R$ 30,1 mil devem ser pagos em no máximo um ano após a decisão judicial. Após a aprovação do Projeto de Lei 889/2019, cairá para R$ 11,6 mil. Com isso, valores superiores a este seguirão para pagamento através de precatório.

O deputado Paulo Fiorilo (PT) expressou preocupação com a fila de pessoas aguardando receber os pagamentos. "Você atinge quem mais precisa, as pessoas que estão esperando e que se não receberem vão morrer sem poder usufruir. A ideia era tentar mexer nos valores maiores, que não têm tanta pressa para receber", explicou o parlamentar.

O líder do governo na Alesp, deputado Carlão Pignatari (PSDB), explica que a iniciativa beneficiará anualmente mais de 120 mil servidores públicos. "Serão atendidas mais pessoas do que em 2018, e o valor pago será aumentado em aproximadamente R$ 240 milhões. Acho que a assembleia fez direito aprovando um projeto dessa grandeza para melhorar a vida das pessoas que moram em São Paulo."

Para o deputado Gil Diniz (PSL), a aprovação do projeto terá um impacto negativo para os funcionários públicos. "Quem mais vai sofrer no Estado de Paulo é o funcionário público, principalmente professores e policiais militares, que foi o que a gente tentou impedir no Plenário, sem sucesso".

Agora a medida segue para a análise do governador João Doria (PSDB), que pode vetar ou sancionar. Com informações da assessoria de imprensa da Alesp.

Revista Consultor Jurídico, 5 de novembro de 2019, 23h19

Comentários de leitores

2 comentários

Pobre Eleitores traídos

Fogaça (Outro)

Eles como sempre jogam contra a povo que os elegeu. São traidores natos. Prometem, prometem e nunca cumprem, querem apenas o cargo, onde, desfrutam de benesses inimagináveis a custa do pobre povo que os elegeram. Enaltecem os governos incompetentes. Institucionalizaram o calote político.

TUCANOS = arrocho aos pobres

JCCM (Delegado de Polícia Estadual)

De um governo tucano, elitizado, não se pode esperar uma conduta social, alias, o PSDB deveria retirar a letra "S" da sua sigla.

São representantes dos ricos, da elite, então, o funcionário público que se vê obrigado a ingressar na justiça para garantir DIREITOS por eles suprimidos, desonestamente, se veem obrigados a suportar mais essa maldade.

Um bi para o pífio reajuste dos policiais que eles levaram ao caos ao longo de duas décadas e meia em São Paulo é um esforço, segundo eles, enquanto que VINTE bi de isenções às escondidas, sob sigilo fiscal, provavelmente para os consorciados amigos não é nada...

Ver todos comentáriosComentar