Consultor Jurídico

Notícias

Ataques inadmissíveis

OAB, UNE, CNI e CNBB se unem em manifesto em defesa do Supremo

Comentários de leitores

16 comentários

Decepção

Porto (Advogado Associado a Escritório)

A cada dia a OAB me decepciona mais. Sempre defendendo teses contrárias aos interesses do país. Agora quer o adiamento do julgamento acerca da prisão em segunda instância porque há possibilidade do STF aceitar a manutenção da mesma. Para defender quem? Adivinhe. Além de possibilitar enxurradas de recursos e honorários. Não teve tempo de estudar? Teve três meses para estudar senhoras e senhores. Há dias que me entristece ser advogado.

Decepção

Porto (Advogado Associado a Escritório)

A cada dia a OAB me decepciona mais. Sempre defendendo teses contrárias aos interesses do país. Agora quer o adiamento do julgamento acerca da prisão em segunda instância porque há possibilidade do STF aceitar a manutenção da mesma. Para defender quem? Adivinhe. Além de possibilitar enxurradas de recursos e honorários. Não teve tempo de estudar? Teve três meses para estudar senhoras e senhores. Há dias que me entristece ser advogado.

Subordinação Explicita

Rogemon (Advogado Assalariado - Financeiro)

Capachos. Serviçais do poder. Demonstração explicita de uma inadmissível submissão. Não se trata de contestar a Suprema Corte da qual me orgulho e que muito respeito, mas sim de não fazer vistas grossas, de compactuar com o que de mais repugnante tem se verificado em algumas decisões recentes pronunciadas por certos ministros. É disso que se trata.

Sem controle

Anselmo Souza (Auditor Fiscal)

Não há órgão que possa ficar sem controle, simples assim.

Bolivariânus Unidus!

Benedito matador de porco (Outros)

O STF é o escudo da Bandalheira e é sim um projeto bolivariano que tem que ser interditado! E VIVA 64! VIVA USTRA, o herói caluniado! Che Guevara sozinho matou 5X mais que todo o Regime Militar em 21 anos!!

Estranha parceria

Amauri (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Essa "parceria" está cheirando a apoio a alguma medida que visa beneficiar principalmente o ex-presidente e atual presidiário!!!!!

Sem representação social

Eliel Karkles (Advogado Autônomo - Civil)

A atual OAB não representa os advogados.
A CNBB não representa os cristãos / católicos
A CUT não representa os trabalhadores.
A UNE não representa os estudantes.
Não sei o que a CNI está fazendo no meio.
Posição confusa de quem não representa quase ninguém.
O STF que tome vergonha e ao contrário de legislar, come a julgar com retidão e correção. A moral do STF está não mão dos ministros. Há alguns que nem sei como foram parar lá... Só "vínculos afetivos e políticos" justificam. Aquele "notável saber jurídico" nunca tiveram.

OAB, UNE, CNI e CNBB, kkkkkkkkkkk

Castagnoli (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Alguma coisa não está certa nessa "união" errada! Querem que o povo pense exatamente de acordo com o que o STF e as Instituições acima acham que é o "certo"?? E os erros do STF, no mensalão, Impeachment, petrolão, etc, etc, ...

Guardião?

ABCD (Outros)

O STF deveria ser o primeiro a aceitar as críticas da população, que não mais aguenta tantos desmandos e corrupção no Brasil, principalmente por parte dos detentores de altos cargos públicos. Creio que os Srs. ministros (que não são deuses) devem ter algo para aprender com as críticas do povo. Aliás, é livre a manifestação do pensamento, vedado o anonimato (CF/88, art. 5º, IV).

Cnbb?

Ivo Lima (Advogado Assalariado)

Vade retro!!!

Entendi agora

Thiago Bandeira (Funcionário público)

Se o STF estipular que um filé com fritas é uma kombi, eu, como bom garantista e especialista nessa complexidade inalcançável para as pessoas comuns que é o Dir. Penal e Const., não só devo acatar, mas estou autorizado a chamar de burro ou ignorante quem não aceita esta verdade autoevidente.

Afinal, Rocket science não é pra qualquer um.

Muito bem!

SMJ (Procurador Federal)

Vivas ao STF, ao Judiciário e ao Estado democrático de Direito! Ditadura nunca mais!

O que se tem visto é manifestações de ignorância

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

Tudo bem, há de se escusar aqueles burocratas e mesmo o baixo clero da advocacia, não baixo clero economicamente, mas o baixo clero no sentido de não ter habitualidade com os recursos excepcionais... coisa de dizer para o cliente que o recurso não foi conhecido por que o tribunal isso e aquilo outro... uma coisa é ter recurso improvido, faz parte do jogo, mas repetição de recursos não conhecidos...

não vamos esperar muito conhecimento de Direito Constitucional, mas não há problema, o MPF, os Subprocuradores Gerais da República que atuam no STJ e no STF conhecem bem o Direito Constitucional, cada erro que a Defesa pode cometer...

Enfim, até Magistrados lançam impropérios demonstrando desconhecer a recepção do RISTF com força de Lei por conta da EC 07/77, o modo como se emendava a Constituição nos anos de chumbo...

No mais não tenho pena mesmo do baixo clero da advocacia, os anúncios do fim do exame da OAB, e da nulidade de todos os atos da OAB desde 1991, o lado positivo é que a Procuradoria da OAB não é do baixo clero da advocacia. Colocaram um parlamentar do mais baixo clero para ocupar a chefia do estado, há gente que se julga representada... até agora as duas peças de lego estão na mesa e não conseguiram encaixar.

Um pouco de estudo de direito constitucional evita tamancada

Ramiro. (Advogado Autônomo - Criminal)

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 7, DE 13 DE ABRIL DE 1977
O PRESIDENTE DA REPÚBLICA , no uso da atribuição que lhe confere o § 1º do artigo 2º do Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968, e
CONSIDERANDO que, nos termos do Ato Complementar nº 102, de 1º de abril de 1977, foi decretado, a partir dessa data, o recesso do Congresso Nacional,CONSIDERANDO que, decretado o recesso parlamentar, o Poder Executivo Federal é autorizado a legislar sobre todas as matérias, como preceitua o citado dispositivo do Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968;
CONSIDERANDO que a elaboração de emendas à Constituição, compreendida no processo legislativo (artigo 46, I), está na atribuição do Poder Executivo Federal,
PROMULGA a seguinte Emenda ao texto constitucional:
...
Art. 119. ...
§ 3º O regimento interno estabelecerá:
a) a competência do plenário, além dos casos previstos nas alíneas a, b, c, d, i, j, l e o do item I dêste artigo, que lhe são privativos;
b) a composição e a competência das turmas;
c) o processo e o julgamento dos feitos de sua competência originária ou recursal e da argüição de relevância da questão federal; ...
AG. REG. NOS EMB. DIV. NOS EMB. DECL. NO AG. REG. NO ARE N. 845.201-RS
RELATOR: MIN. CELSO DE MELLO
Nem vou discorrer sobre o inteiro teor e nem ementa, o RISTF foi recepcionado por força de Lei e quando interessa o MPF usa disso para tentar barrar recursos da Defesa.
No mais, com força de lei especial, art. 2 da LINDB...
Aí é só ler o art. 43 do RISTF.

Sugiro esta leitura, da EC 07/77, aos ufanos de 64, 68... Quando é a favor dos seus interesses é lei, foi recepcionado com força de lei, mas quando é contra seus interesses aí não pode, é ilegalidade?

Perguntinha,

Thiago Bandeira (Funcionário público)

Você está surpreso com o silêncio dos "garantistas" acerca da evidente ilegalidade desse inquérito do STF?

uma otima ação

Antonio Maria Denofrio (Advogado Autônomo - Civil)

Estou de pleno acordo e dou meu apoio. Não podemos por em risco uma instituição democrática. O que temos de fazer é aprimorá-la

Comentar

Comentários encerrados em 7/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.