Consultor Jurídico

Notícias

Revitalização do centro

Novos prédios do TJ-SP serão prioridades em projeto da prefeitura, define portaria

A construção de dois novos prédios do Tribunal de Justiça de São Paulo será uma das prioridades do projeto da prefeitura paulista para revitalizar o centro da capital.

TJ-SPCom a portaria, o TJ paulista poderá começar a fase de licitação do projeto

A medida está na portaria assinada pelo secretário de desenvolvimento urbano, Fernando Chucre. Ele leva em conta o decreto recente do prefeito Bruno Covas, que instituiu um programa de atendimento prioritário a processos administrativos relativos a projetos, ações e iniciativas públicas para valorização do centro de São Paulo. 

As torres abrigarão os gabinetes dos desembargadores e, segundo o TJ, terão papel indutor para o desenvolvimento econômico da área central, em especial do seu entorno. Também se deve considerar a economia que será feita pelo Judiciário paulista, decorrente dos gastos de locação de prédios de terceiros.

As torres devem ser construídas entre a rua Conde de Sarzedas, a rua Conselheiro Furtado e a rua Tabatinguera. Após a portaria, o TJ-SP poderá começar a fase de licitação do projeto. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Processo 6068.2019/0001153-8 

Revista Consultor Jurídico, 26 de março de 2019, 20h05

Comentários de leitores

1 comentário

Não vai revitalizar nada

Dazelite (Administrador)

Inacreditável esse tipo de "justificativa". O TJ quer instalações confortáveis e ponto final. Um prédio novo não tem capacidade de mudar a total degradação do centro.

Comentários encerrados em 03/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.