Consultor Jurídico

Notícias

Direito Processual Civil

Ministros do Supremo debatem acesso à Justiça em seminário no Rio de Janeiro

Os ministros da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, Marco Aurélio e Luís Roberto Barroso debaterão o acesso à Justiça e o Direito Processual Civil contemporâneo em seminário no Rio de Janeiro. O evento acontecerá nesta quinta-feira (28/3) e sexta-feira (29/3), no Tribunal de Justiça fluminense.

Organizado pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), o evento terá palestras de diversos professores e desembargadores discutindo segurança jurídica; resolução de demandas repetitivas; o aprimoramento do Poder Judiciário; dentre outros temas. 

Ao fim do evento, será lançado o livro em homenagem ao advogado e professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Paulo Cezar Pinheiro Carneiro. A obra Estudos de Direito Processo em Homenagem a Paulo Cezar Pinheiro Carneiro foi coordenada pelo ministro Luiz Fux, pelo desembargador do TRF-2 Aluisio Mendes, pelo professor Cândido Rangel Dinamarco e pelo promotor de Justiça Humberto Dalla.

Pinheiro Carneiro foi coordenador da clínica de Mediação da Faculdade de Direito da UERJ e chefe de departamento de Direito Processual da Universidade.

Para se inscrever, os interessados devem encaminhar e-mail para o endereço: priscilla@amaerj.org.br.

Clique aqui para ver a programação completa.

Revista Consultor Jurídico, 24 de março de 2019, 15h13

Comentários de leitores

2 comentários

Nossa Justiça cara e lenta é herança da Esquerda

rcanella (Funcionário público)

Se a Defensoria defendesse os pobres com o ardor e dedicação com que defende suas mordomias, nunca haveria a necessidade dos tais "mutirões" para desafogar a casa. Eles tratam os mutirões como uma ação cidadã quando deveriam ter vergonha dessa confissão pública de incompetência.

a solução é acabar com o monopólio de pobre da Defensoria

analucia (Bacharel - Família)

No modelo estatizante e esquerdista a Defensoria usa os pobres para o seu bel prazer.... concorrência já, com várias entidades prestando o serviço de assistência jurídica aos pobres e recebendo a verba estatal conforme avaliação dos usuários. Meritocracia já !!

Comentários encerrados em 01/04/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.