Consultor Jurídico

Notícias

Direito Processual

Justiça Federal divulga manual de mediação e conciliação

Para capacitar juízes, mediadores e conciliadores, a Justiça Federal divulgou um manual de mediação e conciliação, com enunciados e recomendações sobre a matéria.

O documento apresenta os textos legais e normativos, e faz referências às resoluções 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça, e 398/2016, do Conselho da Justiça Federal, com enunciados e recomendações sobre a mediação e conciliação na Justiça Federal.

Além disso, explica as fases e técnicas simulações da conciliação em matéria previdenciária, danos materiais , sistema financeiro de habitação.

O ministro João Otávio Noronha, presidente do Conselho da Justiça Federal e do Superior Tribunal de Justiça, que assina a apresentação do documento, defende o papel fundamental do juiz  para as mudanças trazidas pela Lei de Mediação (13.140/2015).

“A ele [juiz] cabe, antes de julgar, buscar a conciliação das partes a fim de evitar a polarização da demanda, opção que deve ser prioritária na política judiciária. O que de fato importa é a plena resolução de conflitos, não simplesmente a eliminação de processos. Afinal, não soluciona discórdias quem apenas sentencia”, afirmou.

Elaborado pelo Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal, o documento é assinado pelos professores Bruno Takahashi, Daldice Maria Santana de Almeida, Daniela Monteiro Gabbay e Maria Cecília Araújo Asperti. Os autores cederam os direitos autorais.

Para reforçar a institucionalização dos métodos consensuais, inclusive onde há ente público, está prevista para o dia 31 de maio uma mesa de debate no Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

Clique aqui para acessar.

Revista Consultor Jurídico, 23 de março de 2019, 11h11

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/03/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.