Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

Alucinação ideológica!

Tarcisio A. Dantas (Advogado Autônomo - Tributária)

A lei é o que queremos que ela seja. Não dá para materializar em um dispositivo abstrato de lei a crítica certeira feita pelo r. articulista. Para mim, não passa terrorismo intelectual.

Equívoco

Servidor estadual (Delegado de Polícia Estadual)

O articulista incorre em equívoco ao vincular alteração da defesa da mulher à CF, em especial a Lei Maria da Penha, que na realidade foi resposta a condenação brasileira sofrida perante Tribunal Internacional em razão exatamente da morosidade que Moro quer combater. Não há surpresa em chegar casa e por qualquer motivo (para mim é doença) agredir a mulher. Surpresa há quando no escuro, você se persegue pessoal em estado flagrancial e ela lhe aponta um objeto, você atira e era um telefone, ou como gosta a Globo um guarda chuva. No meio do mato, após perseguição policial o individuo tenta desarma-lo e você atira varias vezes. Aliás, não se sabe porque, um gênio desses adotou o método Giraldi como padrão, só porque a PM de SP utiliza, ora, você efetua dois disparos, o sujeito não cessou a agressão você efetua outros dois, mas para a turma e "especialistas" isso é excesso. Falta-lhes a prática, a divergência é que ao invés de ouvir o Doutor da USP Moro ouviu o policial, aquele de rua que passa por essas situações, não as leu em livros estrangeiros em inglês ou alemão.

Bobagem

acsgomes (Outros)

Surreal!! É a palavra adequada para este artigo. Associar o caso Doca Street com o pacote anti-crime do Moro é o fim da picada. Pura bobagem.

Bobeira.

Professor Edson (Professor)

Com todo respeito mas é tanta bobeira nesse artigo que beira a idiotice, não existe nada técnico, absolutamente nada, puro achismo e futurismo, como se na constituição não existisse o homicídio simples e privilegiado explícitos na lei, e não podemos esquecer que foi aqui mesmo nesse site que fizeram na época dezenas de matérias deixando claro a inconstitucionalidade do feminicídio exposto na lei, agora parece que "mudaram" de opinião, o articulista poderia explicar o contrário que o projeto facilitará a legítima defesa de mulheres contra homens brutos, isso ele "joga para escanteio" que vergonha heimmm, mas não podemos esperar muito desses PARCIAIS.

Comentar

Comentários encerrados em 15/03/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.