Consultor Jurídico

Notícias

Efeitos da reforma

Na contramão dos danos morais, pedidos de hora extra sobem em São Paulo

Comentários de leitores

2 comentários

Horas extras

JURACI DOURADO (Advogado Autônomo - Trabalhista)

Não foi a reforma trabalhista que aumentou de 20% para 50% o adicional de horas extras. Foi a Constituição de 1988.

Responder

Esfolar

O IDEÓLOGO (Cartorário)

Diz o texto: Já a advogada Cristina Buchignani tem uma tese bem diferente. Para ela, os empregadores preferem pagar hora extra do que contratar um novo trabalhador.
"Entendo que houve um aumento do pedido de remuneração de horas extras em juízo, pois as empresas preferem exigir mais trabalho do mesmo funcionário, ao invés de contratar outro. Na conta das empresas, especialmente daquelas que não pretendem remunerar as horas extras corretamente, a prática é mais vantajosa do que a contratação de mais um trabalhador. Até porque se o pagamento não for correto, sabe-se que nem todos os trabalhadores irão à Justiça reivindicar seus direitos, o que também acaba se transformando em uma vantagem econômica", afirma".

Concordo com o comentário da ilustre advogada.
O custo para contratação de empregado, ainda é, muito alto. Então, esfola-se aquele que continua trabalhando.

Responder



Comentar

Comentários encerrados em 23/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.