Consultor Jurídico

Notícias

Imparcialidade rompida

Ao STF, defesa de Lula diz que diálogos vazados reforçam suspeição de Moro

Em petição no Habeas Corpus que pede a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, a defesa do ex-presidente Lula afirmou que os diálogos publicados pelo site The Intercept Brasil mostram "completo rompimento da imparcialidade objetiva e subjetiva" de Moro. O HC está marcado para ser julgado no dia 25 de junho pela 2ª Turma do Supremo. O relator é o ministro Edson Fachin.

O site The Incercept Brasil vem publicando uma série de reportagens mostrando a existência de diálogos travados por meio do aplicativo Telegram entre membros do Ministério Público Federal, integrantes da força-tarefa da operação "lava-jato", e Sergio Moro, à época ainda juiz federal responsável pelos processos da operação.

Na petição, os advogados de Lula afirmam que as mensagens vazadas demonstram "situações incompatíveis com a 'exigência de exercício isento da função jurisdicional'". O pedido é assinado pelos advogados do Teixeira Martins Advogados e do José Roberto Batochio Advogados Associados.

Clique aqui para ler a petição.
HC 164.493

Revista Consultor Jurídico, 13 de junho de 2019, 16h11

Comentários de leitores

4 comentários

Privacidade as favas

Sidnei R. Alves (Contabilista)

Direito a privacidade as favas. Um site internacional, viola a privacidade de autoridades da república e só o que interessa são as conversas privadas.
Qual a imparcialidade do juiz nas conversas até agora? Nenhuma, tanto é que as cortes superiores, confirmaram as penas.
É muito choro por pouca coisa.

Engajamento político do Conjur

AC-RJ (Advogado Autônomo)

Ao site Conjur, nem uma palavrinha de reprovação às ilegalidades praticadas pelo hacker e ao site Intercept pela divulgação de mensagens de autoria duvidosa e obtidas ilegalmente?

Diálogos

Lincoln Silva (Advogado Autônomo - Civil)

Supostos diálogos que para serem considerados verdadeiros terão que passar por perícia igual a todos os procedimentos policiais!

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 21/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.