Consultor Jurídico

Notícias

Vazamento de conversas

Citada por Moro em conversa com Dallagnol, Ajufe pede apuração de vazamentos

Comentários de leitores

4 comentários

Judiciário em xeque

eudes alves (Bacharel - Criminal)

O Judiciário detêm uma reputação de honestidade e lisura em defesa da sociedade secular, portanto, atos como estes que vieram ao conhecimento da sociedade põe em xeque essa credibilidade, não se trata apenas do Juiz "A" ou "B" mas de todo Judiciário, o conteúdo é verídico, muito embora sua obtenção tenha ocorrido de forma ilegal, o que preocupa é o conteúdo. O Judiciário precisa limpar sua credibilidade ou corre o risco de ficar desacreditado e a sociedade procurar o caminho da autotutela como forma de ter seus Direitos respeitados, o que seria o caos.

anonimato

Eduscorio (Consultor)

É inacreditável como uma "fonte anônima" do The Intercept", consistindo em um 'hackeamento' ilegal e de cunho político, esteja pretendendo macular reputações (Moro e Dallagnol) e credibilidades institucionais sólidas (Magistratura e Ministério Público), e uma iniciativa de "persecutio criminis" (Lava-a-Jato) tão proeminentes quanto memoráveis. O mais espantoso é que vem sendo incentivada e aclamada por uma legião de auto-intitulados juristas de viés anti-governo federal e por consequência pró-corrupção. Foi pouco o que já se conseguiu com a Lava-a-Jato ? Ou é apenas uma ação de amigos do Lula ?

Preocupação importante dos Defensores Públicos

SMJ (Procurador Federal)

"Preocupa que as mais diversas instâncias judicantes distribuídas pelo Brasil, magistrados e acusadores possam vir a seguir um modelo de Justiça que espelhe os deletérios expedientes publicados na matéria, alcançando milhares de pessoas em situação de vulnerabilidade, destinatários da missão institucional desempenhada pela Defensoria Pública."

Jurisprudência

Professor Edson (Professor)

Não é questão de defender nem A nem B, mas o judiciário tem deixado claro que além de autorização judicial para interceptação telefônica ela precisa ser fundamentada, no caso em questão não existiu nem autorização e muito menos fundamento, foi uma invasão de uma conversa particular e privada, aqui é um site técnico jurídico, certo? É isso que muitos defendem.

Comentar

Comentários encerrados em 18/06/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.